Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

Rafael Campos conquista o terceiro lugar no El Origen 2017

Rafael Campos conquista o terceiro lugar no El Origen 2017

Mesmo sofrendo com os incômodos de uma fascite plantar, o brasileiro Rafael Campos conquistou a terceira posição nos 100 km do El Origen 2017, corrida de montanha realizada nos dias 2, 3 e 4 de março entre as cidades de Villa La Angostura e Villa Traful, na Patagônia argentina.

Disputada em três etapas consecutivas, a prova masculina foi emocionante e colocou Rafael em briga direta com três argentinos. Tendo terminado o segundo dia na quarta colocação, o brasileiro correu muitíssimo bem os duríssimos 37,5 km finais até a linha de chegada para garantir seu lugar no pódio. A primeira e a segunda posições ficaram, respectivamente, com Fabricio Stocchetti e Ignacio de Lorenzo, ambos de Villa La Angostura.

Em sua sexta edição, o El Origen entregou aos participantes das distâncias de 100 km e de 50 km – que viraram 67 km – uma verdadeira experiência de corrida de montanha. A organização se empenhou para criar um percurso tão duro quanto belo, com trilhas extremamente técnicas, muitos single tracks, subidas e descidas de tirar o fôlego – literalmente.

A largada em Villa La Angostura, sob frio de 4° C e chuva fina, foi um prenúncio das dificuldades climáticas e de terreno que os mais de 300 atletas – 25 deles brasileiros – teriam pela frente. Subindo o Cerro Bayo até a chegada em Villa Traful, os participantes molhariam seus pés 14 vezes percorrendo lindos e intermináveis bosques.

 

Leia mais

El Cruce x El Origen: qual é mais bacana?

Correndo nas montanhas da Califórnia

Andam banalizando as distâncias no trail running

 

O segundo dia, mais curto, com apenas 14 km para os aletas dos 100 km, teve a interminável subida do Cerro Negro (1.790 m) como principal desafio. Mas o melhor ficou mesmo para a última etapa: a volta de Villa Traful até Villa la Angostura (37,5 km) atravessando o belíssimo Cerro Boul (1.980 m), tendo ao fundo o lago Nahuel Huapi e a majestosa cadeia de vulcões da cordilheira, com destaque para o imponente Tronador, permanentemente coberto de neve.

O El Origen 2017 uniu um percurso extremamente exigente física e mentalmente à impressionante beleza da Patagônia. Em relação ao ano passado, a prova cresceu 80% em número de participantes, o que acabou por gerar alguns transtornos de logística no primeiro dia, quando os atletas tiveram que aguardar por mais de duas horas, sob muito frio e chuva, o serviço de traslado até o acampamento. Vale ressaltar, entretanto, o empenho da organização para solucionar o problema.

Além de Rafael Campos, diversos outros atletas brasileiros subiram ao pódio. Nos 50 km, Gláucia Bertolini e Katia Andrade conquistaram a segunda posição na dupla feminina, assim como os cariocas Ricardo Guimarães e Carolina Pombo na dupla mista e Viviane de Lima no solo (3ª categoria 30-39 anos).

Nos 100 km, a primeira posição na categoria 30-39 anos ficou com a carioca Ana Luiza Faria Matos. Regina Takahira levou a segunda posição (45-49 anos) e, nas duplas mistas (categoria 81-110 anos), a terceira colocação foi de Moisés Fraga e Karen Kornilovicz de Toledo Lara.

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com

Sobre o autor

Karen Kornilovicz

Bacharel em Jornalismo, é blogueira e trail runner. Após mais de uma década correndo no asfalto, em 2011 trocou a rua pela montanha. Há um ano, descobriu também a mountain bike e a corr... VEJA MAIS

Compartilhe por email!
[i]
[i]
[i]
[i]
[i]
[i]