Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Aquecimento e desaquecimento para evitar lesões

O aquecimento e o desaquecimento são duas das principais etapas da corrida, e nunca devem ser esquecidas. Essas partes do treinamento dão ao praticante a segurança de não correr tantos riscos de se lesionar e acabar parado por muito tempo.

O aquecimento deve ser feito logo antes de começar a correr, para que não haja problemas e lesões musculares que comprometam todo o treinamento, como explica Paulo Rennó, diretor-técnico da Paulo Rennó Assessoria Esportiva.

“O aquecimento preparara toda a musculatura para o esforço físico. Ele aumentanda a quantidade de nutrientes nas fibras e diminui as lesões”, afirma o treinador

Já o desaquecimento é importante para o relaxamento dos músculos, regenerando as fibras mais rapidamente, como diz Sandro Marconde, diretor-técnico do Sandro Marconde Assessoria Esportiva.

“Após correr, as fibras musculares ficam mais retraídas do que normalmente, e propensas a lesão. O relaxamento libera essa carga excessiva e diminui a produção de ácido lático, causando menos lesões”, diz Marconde.

Alongamento e aquecimento

Entre os profissionais na área corporal, há uma discussão sobre o alongamento servir como um aquecimento antes da corrida. Muitos acreditam que isto não traz benefícios nenhum ao atleta e podem até causar lesões. Para os treinadores, o alongamento deve ser feito sempre depois de uma caminhada ou trote leve.

“Na prática, o alongamento bem feito pode ser uma forma de aquecimento. Mas é aconselhável aliá-lo com 15 minutos de caminhada, para os iniciantes, ou um trote para os veteranos”, orienta Marconde.

Frio e calor

O aquecimento exerce papéis diferentes nos dois climas opostos. No calor, ele pode ser mais leve, já que o corpo fica mais aquecido devido a temperatura elevada.

“A quantidade de lesões no calor são mínimas. O corpo já está quase aquecido, mesmo que a prática física não seja iniciada. Mas aquecer é importante, mesmo nesse clima”, diz Rennó.

Já no frio, a diferença é grande. Um aquecimento bem realizado é mais importante, pois o corpo não está acalorado. O aquecimento deve ocorrer com mais vigor, visando não ter problemas futuros com lesões.

“A taxa de lesões no inverno, ou quando está frio, é muito maior. O corpo ainda não está acostumado com a temperatura ideal e as fibras do músculo ainda estão rígidas, provocando atrito e, consequentemente, lesões de alto risco”, alerta Rennó.

Formas de desaquecimento

Existem formas muito eficazes de relaxar seus músculos logo após uma corrida. É aconselhável fazer uma caminhada leve, para cessar a produção de ácido lático nos músculos.

As massagens também são outra forma eficaz.

 

Por Maurício Belfante

Calendário

Encontre um evento de corrida perto de você!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!