Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Dicas para correr o Circuito das Estações em SP

São Paulo recebe neste domingo (18) a etapa Outono do Circuito das Estações, que estreia o calendário de corridas do Ativo. Como de costume, os corredores largam na frente da praça Charles Miller, em frente ao Estádio do Pacaembu. Os milhares de inscritos se dividem entre os três percursos oferecidos: 3 km, 5 km e 10 km.

Se você vai disputar pela primeira vez o Circuito das Estações SP e não sabe o que terá pela frente, nós te damos uma pequena ajuda. O Ativo conversou com Vanilson Neves, atleta profissional e dono de uma assessoria esportiva na capital paulista, e pediu para que ele passasse algumas dicas aos corredores de primeira viagem. Confira:

Dose a empolgação na largada

“As distâncias de 3 km e 5 km servem como porta de entrada para quem nunca fez uma prova. Embora também seja comum ver pessoas mais velhas nesse percurso, há também um público mais treinado, com um certo grau de competitividade e em busca de tempos velozes. Seja para o iniciante ou para o corredor mais ambientado, o ideal é não largar muito fora do ritmo habitual. Gastando muita energia no começo, é possível que falte no final, até pelo próprio percurso do Pacaembu, com subidas e descidas.”

Controle a variação de ritmo

“O percurso do Circuito das Estações em São Paulo tem uma variação de altimetria muito grande. A prova já larga descendo. Isso faz com que o atleta tenha a tendência de correr mais rápido no início, ainda que não perceba que está em uma velocidade maior que a de costume. O problema é que, quando ele começa a pegar as subidas, cai o rendimento. A subida entra como vilã da história. Alguma ferramenta que o ajude a controlar o ritmo, como um frequencímetro ou um aplicativo de corrida, já ajuda a correr dentro da zona de treinamento e faz com que o atleta não perca a sua referência.”

Circuito das Estações SP e as subidas do Minhocão nos 10 km

Inscritos nos 3 km e 5 km não passam pelo Minhocão, como é conhecido o Elevado Presidente João Goulart (antigo Elevado Presidente Costa e Silva). No entanto, a via expressa representa um dos principais desafios no trecho de 10 km.

“A variação de altimetria é ainda maior nos 10 km. Até o início do Elevado, os corredores já começam a pegar as subidas. O próprio Elevado tem subidas e descidas. É o que chamamos de falso plano. Vale prestar atenção para não variar de ritmo no Elevado”, completa Vanilson.

Leia mais

"Encontre sua razão": Circuito das Estações passa por nove capitais brasileiras em 2018

10 dicas para fugir das lesões na academia

10 dicas para a sua recuperação pós-treino

Calendário

Encontre um evento de corrida perto de você!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!