Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

5 erros comuns em treinos na esteira

Horários apertados, dias chuvosos ou preguiça de treinar na rua são alguns dos motivos para se treinar na esteira. Apesar das facilidades de correr no aparelho, muitos atletas cometem pequenos deslizes que podem comprometer o desempenho e até causar lesões

Euclides Juniortreinador da Target Assessoria Esportiva, comenta os erros mais comuns sobre a esteira — e como evitá-los.

Os erros mais comuns ao se treinar na esteira

1. Apoiar-se nas barras

O objetivo principal de se treinar na esteira é simular caminhadas e corridas ao ar livre. Sendo assim, não terá nenhuma barra para se segurar na hora da prova ou durante um treino no parque ou rua, certo? Essa “trapaça” só é permitida para os iniciantes que ainda não se sentem confiantes no aparelho. “Apoiar-se nas barras pode ser um grande erro para o corredor, pois o uso constante desta ‘muleta’ pode acarretar mudanças na biomecânica da corrida”, explica Euclides Junior. Segundo o treinador, tais mudanças podem causar compensações posturais do corpo e, portanto, a possibilidade de tornar a corrida ainda mais difícil.

2. Correr saltando

Algumas mudanças na mecânica da corrida acontecem dependendo da velocidade da esteira. Por não precisar impulsionar o corpo para a frente, a tendência é que o corredor salte enquanto corre. “Essa é uma tendência para quem corre na esteira. Esses ‘saltinhos’ podem resultar em maiores impactos nas articulações do tornozelo, joelho e quadril”, alerta o treinador.

 

Leia mais

Descubra qual a frequência cardíaca ideal para emagrecer

Tudo o que você precisa saber sobre cápsulas de sal

Musculação e corrida: tudo bem treinar os dois juntos?

 

3. Sair e voltar da esteira

Quem nunca fez ou já viu alguém treinar na esteira intercalando acelerações curtas com intervalos passivos (quando se fica em cima da esteira com os pés na borda)? “Quando você retoma a passada apoiando as mãos nos braços do aparelho, o corpo retoma a corrida na mesma velocidade em que terminou o tiro, obrigando a acelerar em tempo muito curto. Essa ação pode expor o corpo a uma aceleração brusca, que pode facilitar o aparecimento de algum tipo de lesão”, ensina Junior. Nesse caso, o correto seria parar a esteira ou diminuir a velocidade para uma caminhada leve e retornar a aceleração aos poucos.

4. Não fazer o aquecimento

É importante aquecer os músculos antes de iniciar o treinamento principal. “Não é necessário um longo aquecimento, mas alguns exercícios de mobilidade são importantes principalmente quando o treino do dia é de maior intensidade”.

5. Falta de atenção

É o erro mais comum ao treinar na esteira. “A desatenção faz com que o corredor vire o pescoço algumas vezes enquanto corre, para olhar determinada coisa, assistir televisão ou conversar com alguém. Esse movimento não é aconselhado porque pode interferir na postura e novamente cair no risco de lesões”, avisa Euclides. Por isso, mantenha o pescoço o mais alinhado possível enquanto se exercita.

Calendário

Encontre um evento de corrida perto de você!

Clube O2

Clube O2 + Tênis Saucony!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!