Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Prova em estágio: uma modalidade que vale a aventura

Prova em estágio: uma modalidade que vale a aventura

A mais icônica e antiga prova em estágio que conheço é a Marathon Des Sables, disputada no Marrocos. Ela dura cinco dias e seu percurso total é de 230 km. Ao final de cada dia, os atletas se reúnem e pernoitam em acampamentos beduínos no meio do deserto do Saara.

Por mais famosa que seja, e apesar de há mais de 20 anos brasileiros participarem da competição, não foi a Marathon Des Sables que popularizou as competições em estágios aqui, por nossas bandas.

Quem tornou-se o verdadeiro o “hit de sucesso” foi a trail run El Cruce, que leva cerca de 5.000 inscritos em seu percurso itinerante de 100 km entre Argentina e Chile. A prova é feita em três dias e duas noites e promete fortes emoções.

Os corredores dormem em centenas de barracas armadas pela organização, tomam banho nos lagos gelados da Patagônia, comem churrasco de cordeiro preparado por gaúchos hermanos em uma prova intensa que cria laços de amizade.

A popular categoria “Duplas” é uma das características mais marcantes da El Cruce, onde corredores devem correr juntos privilegiando estratégia, empatia e companheirismo. Se for um casal, então, dá até para entrar em uma DR.

 

Leia mais

5 erros comuns em treinos na esteira

As melhores dicas de alimentação saudável, segundo a OMS

Sua garrafa de água pode ter mais bactérias do que você imagina. Entenda

 

Corri uma única prova em estágio e gostei da brincadeira. Foi o Desafio Torrencial Ultratrail, na chuvosa Valdivia, sul do Chile. Há uma grande diferença entre as duas provas. Além da quilometragem diferente (25+20 vs. 100 em 3x), na prova chilena não existe acampamento.

Dormem em suas casas ou no aconchego dos hotéis, situação boa e ruim ao mesmo tempo. O que não se curte no acampamento, curte-se no traslado onde vão e voltam para a cidade/arena em modernos catamarãs pelos rios valdivianos.

No Brasil, uma das principais corridas de estágios é o Desafio das Serras, que é disputado tradicionalmente no início de setembro, em São Francisco Xavier (SP). Na verdade é a única prova no Brasil ao estilo El Cruce e dura dois dias, mais uma noite ao total nas desafiadoras montanhas.

No primeiro dia os corredores a escalam; no segundo, é ladeira abaixo. “Aconselhamos o acampamento, este faz do evento ser especial e diferente. Temos alimentação, acampamento, um social, fogueira, cuidamos dos atletas”, diz Sérgio Zolino, um dos mais importantes atletas de outdoor do país e hoje focado em organização de trail e camping de aventura que emenda. “Até banho tem, se tiver paciência”.

Outra importante prova, e talvez a mais antiga do Brasil na categoria, é o Desafio Praias &Trilhas disputada em Florianópolis (SC). A prova é belíssima.

São duas maratonas em dois dias consecutivos pelas areias e trilhas da Ilha da Magia. É parecida com Valdivia, onde os corredores dormem em suas casas e/ou hotéis.

Apesar de não ser uma prova em estágio, o Araçatuba Half Marathon inova. O evento permite que seus participantes acampem no final de semana do evento no local.

“Focamos na qualidade do lugar que propicia um acampamento de qualidade com alimentações, banhos quentes, banheiros, área coberta, toboágua e ainda fazemos a noite sessões de filmes de aventura em um grande telão. O espaço fica encravado na base do Morro do Araçatuba, e se conecta com o evento. Não há sinal de celular, o que faz as pessoas interagirem umas com as outras — é dessas vivências que saem grandes amizades. Esta é uma opção que vem sendo muito aproveitada e contamos com uma média de 100 pessoas acampando por edição”, diz Ricardo Tourinho, organizador do evento.

Escolhido o tipo de desafio no que tange volume da prova, se tem ou não acampamento, o corredor deve estudar suas nuances. Ou seja,  preparar com cuidado toda a logística de acessórios e equipamento.

Enfim, prova em estágio é um tipo de desafio para ser experimentado e vivido. Vale a pena!

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com

Sobre o autor

Harry Thomas Jr

Jornalista especializado em corridas de rua desde 1999, Harry competiu pela primeira vez em 1994 e desde então já completou 31 maratonas – sendo três sub 3 horas: São Paulo (2h59min30)... VEJA MAIS

Compartilhe por email!