Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Tênis de corrida. Tantas opções, e agora?

Tênis de corrida. Tantas opções, e agora?

Duvido que exista algum corredor que não fique empolgado em testar e comprar um lançamento de um tênis de corrida que revolucionará prometendo reduzir o pace em uma prova.

Quem aí não fica de olho nos tênis dos campeões e daqueles atletas que admiramos? Você perde horas se atualizando em canais, revistas e palestras sobre as novas tendências do mercado de tênis de corrida?

Mesmo com tanta influência, atualização, materiais produzidos, diferentes modelos e marcas, lançamentos tentadores, ainda temos dificuldades em escolher o tênis mais adequado para aquela distância ou meta específica, que ao mesmo tempo se case perfeitamente com nosso pé e nossas características. Por que será?

A escolha de um tênis de corrida é sempre complexa e não existe uma regra que pode ser aplicada a todos. Por isso, alguns pontos precisam ser levados em consideração.

Como escolher seu tênis de corrida 

Finalidade do calçado

  • Distância: de uma simples caminhada até ultramaratonas. Quanto você pretende correr com ele?
  • Objetivos: corridas mais lentas ou rápidas, para quebras de recordes pessoais (RPs). Neste caso, é desejável um tênis mais leve ou mais robusto para suportar mais o impacto ou responder melhor à aplicação de intensidade (ritmo).
  • Tipos de terreno: asfalto, cascalho, grama, pista, areia batida etc.
  • Esporte: corrida de rua, triathlon, trail running..

Característica do corredor

  • Estrutural: composição corporal, tipo de pisada, comprimento de pernas e tronco.
  • Técnica de corrida: passadas mais ou menos frequentes, relações angulares dos principais eixos articulares, amplitude de passada, oscilação vertical etc.
  • Histórico: iniciante ou experiente, se já teve lesões e quais, histórico esportivo.
  • Conhecimento básico de calçado: saber as estruturas que compõem o tênis para avaliá-lo se é bem construído e atende às suas necessidades. Partes importantes para se observar: o contraforte (parte de trás), cabedal (parte frontal e superior), sola (borracha que tem o contato com o solo, entressola (maior responsável pelo amortecimento), a palmilha e a língua.

 

Leia mais

Mantras de corredor: dicas de treinamento para corrida de rua

Para fazer em qualquer lugar: 5 exercícios para perder barriga

Osteopatia: o que é, para que serve e seus benefícios

 

Outras dicas importantes

• Calçado botão não é necessariamente caro.
• Em alguns casos opte por modelos de anos anteriores que já foram testados por diferentes usuários e corrigido qualquer problema de má construção.
• Pesquise diferentes marcas e modelos com características semelhantes entre si.
• Não se iluda com resultados e tecnologias mágicas, pois estes tênis podem não casar com aqueles pontos levantados anteriormente e, você se frustrará.
• Dificilmente um tênis será a causa de alguma lesão séria. Para que isso não ocorre, faça uma adaptação gradual ao novo calçado e experimente alguns modelos antes de adquirir seu novo parceiro de treino.
• Evite comprar um tênis, simplesmente, perguntando para o amigo qual o modelo preferido, pois o melhor modelo para ele pode não ser para você.
• Observe o desgaste do calçado para que não se percam suas características principais e possa, cronicamente, causar dores, calosidades nos pés e lesões. Não existe uma quilometragem ideal para todos, pois cada um possui um tipo de composição de materiais e cada corredor um perfil diferente. A vida útil varia muito de um tênis para o outro.

Se for possível, tenha mais de um calçado e faça um revezamento entre eles. Assim, o material consegue retornar à sua forma original (densidade) e secar para evitar proliferação de bactérias e fungos. Cuidado para não revezar calçados muito diferentes um do outro, assim o  aparelho locomotor torna-se capaz de se adaptar uniformemente, evitando lesões e queda de rendimento.

Mesmo com todas estas orientações, podemos errar na escolha do nosso novo tênis de corrida, pois o comportamento do calçado durante os treinos ou provas e seu próprio desgaste pode não atender nossas expectativas e objetivos. Tênis novos e, devidamente escolhidos, agora é só colocá-los para rodar e cruzar as tão sonhadas linhas de chegadas.

Bons treinos e bora pra cima, galera!

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com

Sobre o autor

Rodrigo Lobo

Bacharel em Educação Física pela Escola de Educação Física da Universidade de São Paulo; sócio-diretor da Lobo Assessoria Esportiva; palestrante de temas sobre qualidade de vida, tre... VEJA MAIS

Compartilhe por email!