Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Abre para passar!

Abre para passar!

Abre para passar! Make way! Esquierda! Seja em que língua for, no trail running está subentendido que se o corredor atrás está em um pace mais rápido você deve deixá-lo fazer a ultrapassagem.

Simples, não? Mas não é. Há algum tempo tenho notado uma certa dificuldade em ultrapassar corredores em provas de montanha. Durante uma prova na Patagônia, um dos corredores que eu tentava ultrapassar simplesmente não saia da frente. Primeiro eu gritei em espanhol e fui para a esquerda. Nada. Gritei novamente, agora em inglês, e ele não se abateu. Vamos tentar em língua portuguesa então? Também não adiantou.

Se eu ia para a direita, ele me fechava. Se eu ia para a esquerda, ele fazia o mesmo. Irritante. Resolvi fazer um “V” e dar um capote no espertinho. Passei bufando e praguejando. A trilha era apertada, mas havia espaço suficiente para ele dar passagem.

 

Leia mais

Como se classificar para a Ultra Trail du Mont Blanc

Bastões de corrida: saiba como tirar proveito deles

El Cruce x El Origen: qual é mais bacana?

 

Outro episódio semelhante voltou a acontecer em uma prova em Campos do Jordão. Em uma das subidas iniciais do percurso me deparei com um atleta que caminhava em ritmo bem mais lento que o meu. Pedi passagem. Nada. Gritei novamente. Nada. Resolvi passar de qualquer forma e me lancei para a lateral do morro fora da trilha. O rapaz simplesmente não me deixou passar …… porque ouvia música (tema que pretendo abordar em outro post, aliás).

Ser ultrapassado em uma prova é absolutamente normal. Não é pessoal. Você ultrapassa e alguns quilômetros depois poderá ser ultrapassado até mesmo por quem você deixou para trás. É parte do jogo. Respeite o seu ritmo e respeite o outro atleta. Abra caminho para a ultrapassagem.

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com

Sobre o autor

Karen Kornilovicz

Bacharel em Jornalismo, é blogueira e trail runner. Após mais de uma década correndo no asfalto, em 2011 trocou a rua pela montanha. Há um ano, descobriu também a mountain bike e a corr... VEJA MAIS

Compartilhe por email!