Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Ai, que dor na sola do pé!

Ai, que dor na sola do pé!

Ufaaaa, finalmente estamos voltando, mesmo que ainda de forma limitada, a fazer aquilo que mais amamos. A corrida nos últimos tempos me fez ter um outro olhar sobre o corpo e a real necessidade de uma vida de equilíbrio para alcançar nossos objetivos traçados.

Disciplina é o nome né? Sim, disciplina em saber o que devemos realizar, ou na verdade passar por diversos processos para simplesmente calçar um par de tênis e correr pelas ruas e parques de nossas cidades.

Mas, André, do que você está falando? Bom vou direto ao ponto sem mais delongas. Quem aqui já sentiu dor na sola dos pés em algum momento da vida? Seja na corrida ou por qualquer outro motivo?

Já ouviram falar em fascite plantar? Imagino que sim. Mas já vem aqui uma primeira alteração que é até engraçado abordar! Quando falamos em alterações na fáscia plantar, o nome certo é fasciopatia, pois o termo abrange de forma mais correta as alterações encontradas, tanto em relação a sua tensão como em relação a sua função.

Leia mais

Avaliação funcional: teste para fazer em casa

Feito é melhor que o não feito: nos adaptando ao cenário do isolamento social

Mudaram minha prova! E agora?

A fáscia plantar faz parte de um excelente mecanismo do corpo humano chamado de mecanismo propulsor. Com ele, podemos correr de forma mais eficaz através da impulsão que a sola do pé nos proporciona, feito uma mola.

Porém, alterações como a falta de força nos músculos dos pés podem levar a sobrecarga e, consequentemente, a dor, o que pode piorar com a corrida.

E, claro, se não tratado corretamente levar a alterações que limitem a prática do esporte.

Então como preparar meus músculos do pé para correr sem dores? Fortalecendo esses músculos com os exercícios abaixo.

Exercícios para fortalecer a sola do pé

Equilíbrio unipodal apertando os dedos do pé no chão

Coloque a faixa elástica (pode ser feito sem também) ao redor dos joelhos. Retire uma das pernas do chão, deixando o joelho bem dobrado, (como na imagem abaixo).

Faça uma leve flexão do joelho com a perna que está apoiada, enquanto realiza uma leve pressão no chão com os dedos do pé. Sustente a posição até acabar o tempo sugerido. Faça 3 séries de 40 segundos para cada perna.

Sóleo (músculo que compõe a batata da perna)

Na posição de agachamento (nesse caso pode ser feito na parede também), realize o exercício de ficar na ponta de um dos pés e voltar à posição inicial, enquanto o outro pé se mantém apoiado no chão. Faça 3 séries de 15 repetições pra cada lado.

Flexão do quadril apertando os dedos do pé no chão

Com a faixa elástica no dorso dos pés, retire um dos pés do chão e faça movimentos simulando o passo durante a corrida com essa perna – do lado que que fica apoiado, a perna deve permanecer com o joelho semiflexionado e os dedos do pé realizando pressão sobre o chão. Faça 3 séries de 15 repetições pra cada lado.

Como gosto de dizer, a prevenção é a alma do negócio! Eu costumo realizar essa série cerca de 3 vezes na semana e vou dizer: me sinto muito bem ao correr pequenas, médias e longas distâncias.

Lembrem, MOVIMENTO é vida, vamos nos mexer!!!

Bom retorno aos treinos para todos

Até Mais

 

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com

Sobre o autor

André Ferraz

Cofundador da Rede Club Fisio de Fisioterapia , é Mestre em Ciências da Reabilitação, fisioterapeuta, goleiro e maratonista... VEJA MAIS

Compartilhe por email!