Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Benefícios do fartlek na corrida

Benefícios do fartlek na corrida

Para quem não conhece, o fartlek pode ser resumido como um tipo de treino em que não se determina um ritmo ou um terreno antes da corrida, mas sim durante ela, de forma improvisada. Isso significa que é um treino com características espontâneas, em que você decide na hora quando vai correr mais rápido ou mais devagar, na subida ou descida, na grama ou no cascalho, areia ou asfalto.

Idealmente, ele é feito com mais pessoas, que seguem um líder rotativo que dá o ritmo e traça a trajetória que ele quiser enquanto estiver neste posto. Deve ser um treino divertido e prazeroso.

As vantagens são físicas e psicológicas. Como podem existir muitas variações de terreno e velocidade, o fartlek faz o praticante utilizar grupos e comandos musculares de formas diferentes, desenvolvendo ferramentas diversas para usar o corpo, melhorando os mecanismos de adaptação e controle das articulações. Ou seja, ele te prepara para quase todas as situações de corrida.

Por ser um treino nada planejado, você corre do jeito que quiser, onde quiser, sendo muito agradável e terapêutico. Este componente é potencializado quando você corre em grupo, pois fica temporariamente acompanhando o ritmo e o trajeto de outras pessoas, testando seus limites, mas ao mesmo tempo sendo apoiado e incentivado quando for necessário, ou seja, é um trabalho em equipe, em que todos devem estar sempre juntos.

 

Leia mais

Você sabe se alongar?

Cuidados ao correr no calor

Por que os treinos de tiro funcionam

 

Para ter um exemplo, vou relatar um fartlek que fiz semana passada. Eu estava em outra cidade e não tinha ideia do que encontraria pelo caminho. Saindo do hotel tinha uma rodovia asfaltada em frente e decidi seguir o sentido dos carros.

Depois de um tempo reparei que tinha uma ciclovia do outro lado da estrada, acompanhando a orla da praia e, felizmente, estava em ótimas condições, possibilitando apertar um pouco mais o ritmo. Após uns 2k, essa via se dividia, então resolvi continuar por uma rua de paralelepípedos, onde tive que reduzir a velocidade, pois além do piso ser irregular, a paisagem era agradável e queria apreciá-la um pouco melhor.

Terminada a rua, olhando para a direita, tinha um acesso para um condomínio particular com uma subida convidativa. Não pensei duas vezes e resolvi encurtar a passada, ir até o fim, dar meia volta e descer tudo de novo, de volta à rua de paralelepípedos, voltando para a ciclovia (em ritmo mais forte novamente) e finalizando as centenas de metros finais sobre a areia da praia. Parei porque senti que para aquele primeiro dia, estava bom. Olhei no celular e a marcação era de 10k percorridos.

Notem que o fartlek deve ser prazeroso. Mesmo que seja desgastante fisicamente, mentalmente ele deve ser agradável. Por isso, minha sugestão é que tente sair da rotina de vez em quando (se tiver dúvidas, converse com seu treinador), buscando trajetos diferentes, variando intensidades e terrenos. Isso fará bem para seu corpo e para a sua mente.

Bons treinos!

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com

Sobre o autor

Marcel Sera

Fisioterapeuta, palestrante e atleta amador! A ideia, aqui, é explicar como usamos e o que acontece com o nosso corpo em cada situação, ação e emoção de nosso dia-a-dia. Correr é uma... VEJA MAIS

Compartilhe por email!