Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

CF Games: não é sempre o mais forte que vence

CF Games: não é sempre o mais forte que vence

Não é sempre que o mais forte vence no CF Games. Já ouviu falar de Strength Endurance (Resistência muscular)? É um treino direcionado para quando o seu exercício não exige muita ativação do sistema cardiorrespiratório. A fadiga é causada com o sistema neuromuscular, que está envolvido na execução do movimento – e não por conta da alta intensidade. Confuso? Simples: isso que dizer você cansa seus músculos e não seu fôlego. São treinos que exigem uma tensão muscular por longa duração, com pouca perda na eficiência.

Simplificando: é a habilidade de produzir força sob fadiga.

Um exemplo: o atleta que deseja remar 2k entre 6-7 minutos. Para que ele consiga esse feito, deverá manter um ritmo no remo de 1:30/500m a 1:45/500m por todo o tempo que durar a atividade. Quer dizer: serão de 230-250 strokes (remadas) num ritmo de 36-45 strokes por MINUTO. O atleta deverá estar bastante preparado para que ele possa exercer uma tensão muscular (com um mínimo de queda em eficiência) por um longo tempo!

Esse tipo de característica é necessária em atletas que estejam precisando aumentar sua capacidade de trabalho em atividades cíclicas (natação, remo, corrida) que demoram um longo tempo e também em atividades acíclicas, onde a técnica e a habilidade são bastante importantes e o número de repetições são altos (bar/ring muscle up, jerk, handstand e push-ups).

Nos treinos para melhorar a resistência muscular precisamos:
– aumentar o recrutamento das fibras musculares no geral;
– recrutar as fibras musculares de troca rápida durante os treinos de resistência (Endurance), e
– aumentar a resistência das fibras de troca rápida e lenta (e todos os tipos de fibra).

Para meus atletas, eu utilizo dois protocolos de treinamento para aumentar a sua resistência muscular:
1ª – Gargalos com peso em treinos de potência aeróbica
Como se faz isso? Simples, recrutando as fibras de troca rápida durante um treinamento de resistência!
Ex:
For time
100 double unders
5 Deadlift @ 90% RM Deadlift
100 double unders

Nesse exemplo, o atleta deverá recrutar as fibras de troca rápida durante um treino aeróbico, se ele deseja terminar o treino.
2ª – Treinamento Alático-Aeróbico
Esse tipo de treino muitos conhecem: é o famoso EMOM. O EMOM é o tipo de treino onde o atleta deverá produzir uma alta produção de força por um período longo de tempo.
Ex:
EMOM 10’:
2 Power Clean @ 85% RM

Existem outras ideias de treinamento – basta seguir as diretrizes. Espero que esse texto tenha uma base para que você comece a construir seus próprios treinos relacionados à Strengh Endurance.

Leia mais

Confira os vencedores dos 10 anos de CrossFit Games

Daniela Watanabe fala sobre o CrossFit Games

CF Games: atleta brasileiro tem visto negado

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com

Sobre o autor

Bruno Kokoro

Formado em Educação Física pela Faculdade dos Guararapes/PE, se dedica ao crossfit desde 2009, sendo um dos primeiros treinadores no Brasil e pioneiro em Recife. Primeiro e único treinad... VEJA MAIS

Compartilhe por email!