Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

Como escolher um treinador de corrida?

Como escolher um treinador de corrida?

Há 21 anos (dos 23 que compito) tenho treinadores me acompanhando. Meu primeiro mestre se chama Vanderlei Severiano, o popular Branca, com o qual treinei entre 1996 a 2015. Neste período houve um hiato de um ano, no qual fiquei sob a tutela de outro grande mestre, Wanderlei Oliveira, meu querido amigo.

Em 2015 quis focar mais no trail run e busquei alguém especializado na modalidade, Marcelo Sinoca, passando depois para a fortíssima equipe do Núcleo Aventura, com a qual treino há 14 meses e tenho como diretor técnico os Alexandres Manzan e Ribeiro.

Nesta minha experiência percebi peculiaridades de treinamento de cada um deles. Cada qual com sua metodologia e seu jeito de trabalhar o físico e o psicológico de seus pupilos.

Se eu pudesse lhe dar um conselho eu facilmente diria: tenha um teinador! Explico o porquê:

Corri a minha primeira maratona em outubro de 1995 totalmente despreparado. Afinal, soubemos que a primeira edição da Maratona de São Paulo seria realizada com apenas um mês de antecedência. Fechei em 3h56min. Seis meses depois fiz a dificílima Maratona de Ribeirão Pires – ainda sem treinador – e concluí em 3h37min.

Alguns meses depois disso conheci o Vanderlei “Branca” Severiano e, em 40 dias (acreditem) de treinamento fechei a minha terceira maratona, novamente a difícil Maratona de São Paulo, em 3h09min. Neste curto espaço de tempo tive vários aprendizados quanto à postura, de como treinar, descansar, tipos de treino etc.

 

Leia mais

Desistindo de uma distância

O sentimento da primeira maratona: da preparação à conclusão

Como reconhecer seu limite numa prova e saber parar

 

Bem, após decidir ter um treinador, é importante saber escolher quem será ele. Para isso, faça a si mesmo algumas perguntas, como: qual é o seu objetivo? Qual é a sua vibe? Qual é a sua motivação? Quero correr uma maratona sub-3h? Quero correr uma ultramaratona? Quero correr uma ultratrail? Quero só correr? 

Se você é jovem, não irá se sentir muito à vontade treinando em uma equipe de corredores mais maduros. A recíproca também é verdadeira. Por isso, são tantas as perguntas que devem ser respondidas. Partindo deste princípio você pode escolher uma gama de treinadores ou assessorias esportivas. Gasta-se entre R$ 50 a R$ 300 por mês.

Escolhido o seu objetivo como corredor e o perfil da equipe que deseja fazer parte é hora de conhecer “in loco” o treinador. Atualmente, muitas assessorias permitem que você treine por 15 a 30 dias de graça, um tipo de “test drive“. Acredito ser essa a melhor forma de decidir entre treinador A ou B.

Iniciado o treinamento, você deve ter um pouco de paciência, pois cada corredor tem sua característica. Nem todos evoluirão rápido. Se não se adaptar tenha uma conversa franca e parta para outra opção. São necessários muita conversa e feedbacks entre as partes e, claro, treinar com afinco completa o pacote.

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com

Sobre o autor

Harry Thomas Jr

Jornalista especializado em corridas de rua desde 1999, Harry competiu pela primeira vez em 1994 e desde então já completou 28 maratonas – sendo três sub 3 horas: São Paulo (2h59min30)... VEJA MAIS

Compartilhe por email!