Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Corpo e mente: um relacionamento perfeito

Corpo e mente: um relacionamento perfeito

A cada dia procuro extrair lições de minhas observações e atuação profissional. Desta vez não foi diferente. Ao abrir o olho logo cedo, começamos a tomar decisões e fazer escolhas sobre como enfrentaremos o dia: com alegria, pensamentos positivos, com muito ou pouco movimento, e assim vai… São milhares de escolhas e comportamentos que impactam em nós mesmos, ou naqueles que estão próximos a nós.

A animação “Divertida Mente” exemplifica perfeitamente isso. Ao longo do dia, temos a predominância de alguns comportamentos, como alegria, tristeza, raiva e medo, todos eles influenciados pelos acontecimentos e a maneira que os interpretamos e os absorvemos para nossa vida.

Nossos valores, princípios e histórico de vida nos ajudam a manter o equilíbrio e a tomar as decisões mais pertinentes para cada situação. E o que o corpo tem a ver com isso?

O corpo e mente estão em total sintonia, conversando entre si o tempo todo. É um tal de um querendo jogar o outro pra cima, ou para baixo, numa batalha frenética. Neste caso, quem ganha esta batalha?

 

Leia mais

Liberte-se das barreiras mentais

 

Pessoas que cuidam de sua saúde regularmente, praticam atividades físicas, alimentam-se e dormem direito, geralmente são pessoas que pensam positivamente, estão alegres e não deixam a mente derrubar o corpo. Em algumas situações em que estamos cansados psicologicamente, abatidos, desanimados ou tristes, a escolha pela prática de atividade física, seja ela qual for, associada a uma boa alimentação, ajudará a reverter este quadro.

Quem nunca se sentiu anestesiado após uma corrida ou caminhada de 5 km, com o coração batendo forte no peito, transpirando e sentindo os hormônios sendo liberados no sangue?

Quem nunca começou o dia mais feliz, encarou os problemas com resiliência após uma aula de natação ou um treino de musculação, por exemplo?

Quem nunca conseguiu deixar os problemas do dia para trás e deitou no travesseiro mais leve após alguns minutos de pedalada ao ar livre ou uma partida de algum esporte com os amigos?

Dificilmente sairemos deste ciclo quando transformamos isso em hábito. Mesmo quando estamos doentes e impossibilitados de nos movimentar, nossa mente trabalhará duro para levantar o corpo novamente… um sempre ajudando o outro a evoluir.

E o que precisamos fazer para começar a colocar isso em prática? Defina uma meta que seja relevante em sua vida e monte um plano de ação para começar, o quanto antes, a sair desta inércia.

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com

Sobre o autor

Rodrigo Lobo

Bacharel em Educação Física pela Escola de Educação Física da Universidade de São Paulo; sócio-diretor da Lobo Assessoria Esportiva; palestrante de temas sobre qualidade de vida, tre... VEJA MAIS

Compartilhe por email!