Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Corpo inflamado: veja os sintomas e saiba como evitar

Corpo inflamado: veja os sintomas e saiba como evitar

Sentir que o corpo não está rendendo tanto quanto devia é terrível para qualquer atleta ou pessoa que busca performance na vida. E as causas podem ser externas, como a alimentação, ou internas, ambas causando inflamação. Mas é possível entender alguns sinais e detectar cedo o corpo inflamado e assim ajudar na recuperação, sabia?

Saber quando o corpo está inflamado e quando é hora de mudar comportamento e alimentação é fundamental, tanto para a saúde e o bem-estar físico, quanto para os rendimentos no treino. Quem já não passou por momentos de menor vigor ou de algum desgaste físico, especialmente no final do dia, certo? A inflamação pode ser causada por fatores externos, ou seja, pelo que ingerimos, e por fatores internos, ou a forma como estamos encarando a vida. O cortisol, hormônio diretamente ligado à resposta ao estresse, também provoca inflamação.

Nosso corpo tem total capacidade de recuperar, mas precisamos dar uma ajudinha para esse processo. O mais importante, pra mim, é ficar de olho nos sinais que o corpo dá e já iniciar um processo de reversão o quanto antes. Mas como? Bem, eu tenho um check list que uso diariamente para ver como anda meu organismo, e de repente ele pode servir de inspiração pra você:

 

Leia mais

Treino de crossfit e tempo seco: como conviver

Treino e hidratação: saiba por que se preocupar

Alta performance na vida: o poder do silêncio

 

Corpo inflamado: como identificar e evitar

1 – Como está meu intestino

Sim, ele é nosso segundo cérebro! Se pensarmos bem, é ele quem decide o que fica e o que sai do corpo de tudo aquilo que ingerimos. Se o intestino não anda bem, a chance de absorvermos toxinas ou mesmo de não eliminarmos corretamente o que nosso corpo não precisa é grande. Então, eu fico de olho se ele está funcionando direitinho. Sei que cada um tem um timing, então é legal ver a sua própria rotina e acompanhar qualquer mudança. Notou mudanças? Será que não é hora de investir em uma alimentação mais natural, aumentar o consumo de frutas, verduras, fibras e se hidratar mais? Pra mim, funciona!

2 – Como está minha energia

Eu passo o dia com disposição? Com raras exceções, o certo é termos mais ou menos a mesma disposição ao longo da nossa rotina. Se você começa a ficar muito cansado e cedo demais, tem alguma coisa errada aí. Outra coisa que eu noto é um aumento na vontade de consumir algo com substância estimulantes, como chocolate e café. Ficar de olho no gráfico de energia ao longo do dia já mostra se o corpo está ok ou se é hora de rever a dieta. Nesse caso, o ideal é rever a rotina da semana e encaixar mais espaços de descanso, meditação, alguma atividade mais lúdica.

3 – Como está minha urina

Gente, já falei sobre isso no texto sobre hidratação, mas é realmente muito importante! Xixi com cor e cheiro fortes não é normal. Ou você está consumindo pouca água, ou seja, está se desidratando, ou está consumindo algum tipo de alimento que está exigindo demais dos seus rins. Foco na mudança já. Urina saudável é clarinha e quase sem cheiro, pode perguntar pro seu médico. E como faz? Aumenta ingestão de água e chás, galera, não tem jeito. Carrega garrafinha pra onde for e xô desidratação.

4 – Como está minha pele

Espinhas, olheiras, oleosidade, eu noto muito quando algo na minha pele muda, é realmente algo que me chama atenção. Eu sei que essas mudanças precisam ser levadas em conta dependendo da época do mês, por causa de variação hormonal, mas elas têm muita ligação com a alimentação. Mudança brusca sem fator visível, certeza que aí tem inflamação e talvez seu corpo precise de um cuidado a mais. No caso de notar diferença na pele, tento pesar os dois lados: como está a alimentação da semana e também a carga de atividades, já que o estresse também provoca alterações metabólicas. A dica é relaxar, respirar, dar uma caminhadinha. Enfim, quebrar o ciclo!

5 – Como está meu olhar

Tá, sei que pode parecer estranho e nem sei se você está acostumado a realmente se olhar no espelho. Não para checar o look ou ver se ainda tem gordura aqui ou ali, mas pra efetivamente observar a sua fisionomia. No meu caso, se meu olhar está mais opaco e fundo, para tudo que é sinal de fadiga. Autoconhecimento também é saúde, né? Se eu vejo que começo a ficar meio caidinha – ou ouço isso de alguém, sei que é hora de desintoxicar o corpo e as energias. Claro que entram alguns fatores emocionais aí, então o foco é na avaliação em um dia normal, sem grandes neuras, sem desastres emocionais, ok? Um dia normal, bacana, versus seu olhar 43. Dá uma olhadinha lá!

6 – Como está meu corpo

Aqui, estou falando da parte externa mesmo: unhas, cabelos, algum inchaço. Como está minha aparência física? Se as unhas estão quebradiças, se estou perdendo mais cabelo que o normal, se noto alguma dificuldade em um exercício por causa de inchaço no corpo, se sinto meu corpo mais pesado, pois corpo saudável é leve. Todos esses sinais apontam para uma mudança necessária. A gente se conhece melhor do que ninguém, ou ao menos devia se conhecer! No caso do corpo, além de cuidar da alimentação e reduzir alguns alimentos gordurosos e que pesam – carnes vermelhas, queijos, embutidos, a dose de whey – eu também invisto em terapias físicas que ajudam a melhorar mais rápido: alongamento, ventosas, meditação, nadar, fazer algum exercício aeróbico leve.

Tudo colabora ou não para uma melhora mais rápida: fase do ciclo menstrual, tipo de treino que estou fazendo. Mas, normalmente, mudanças significativas na rotina já ajudam a sentir o corpo mais leve, fora que as funções vão se normalizando, intestino e rins voltam aos normal, a pele melhora, mais disposição. Vale sempre investir em diferentes formas evitar o corpo inflamado e ir percebendo o que funciona mais pra você.

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com

Sobre o autor

Fernanda Surian

Professora de inglês e português para estrangeiros, competidora de crossfit, apaixonada por viajar, escrever e compartilhar. Vivendo e aprendendo cada vez mais sobre performance para uma v... VEJA MAIS

Compartilhe por email!