Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Dicas para o corredor-viajante de primeira viagem

Dicas para o corredor-viajante de primeira viagem

Incontáveis quilômetros foram percorridos, dias e mais dias com o despertador tocando antes mesmo de o sol nascer. Treinos realizados das mais variadas formas, como no silêncio da solidão, com apenas o som do seu coração ditando o ritmo de cada passada. Outros no melhor estilo “nem vi passar“, na companhia de seus amigos e equipe, com boas risadas. Tudo isso em função de uma meta traçada meses atrás: tornar-se um corredor-viajante e cruzar determinada linha de chegada.

A pauta de hoje tem como objetivo compartilhar algumas dicas para os corredores que vão arrumar as malas e partir para superar um grande desafio pessoal. Costumo dizer que uma prova, independente da distância e complexidade, não começa na linha largada, mas sim no momento da inscrição. Uma vez efetivada, muitas coisas devem ser pesquisadas, estudas e trabalhadas.

Para todos os perfis, seguem três dicas básicas em relação à prova, para que você não tenha surpresas e possa cruzar a linha de chegada como se deve. Feliz da vida!

1. Pesquise a altimetria da prova e analise quilômetro por quilômetro. Normalmente o próprio site oficial da corrida oferece esta informação. Além disso, outro recurso interessante é buscar vídeos em que atletas que estiveram em etapas anteriores publicam no YouTube. Somente assim você saberá o que te espera e poderá encarar o desafio com maior segurança.

2. Outro ponto importante (e muitas vezes não avaliado) é saber o tipo de terreno em que você irá competir. Se falamos de
trail running, isso é ainda mais sério, mas mesmo em corridas de rua, muitas vezes o percurso passa por paralelepípedos, calçadas, terra batida etc. Isso poderá interferir diretamente no seu resultado ou até mesmo causar lesões pelo simples fato de você não ter se preparado para correr em tal situação;

3. Como é o clima na região em que você irá percorrer? Seco? Úmido? Normalmente chove? Calor intenso? Um sol para cada um? Você deve estar preparado para a variação climática com equipamentos adequados para cada situação.
Com isso em mente e, de preferência, anotado em algum papel ou bloco de notas do computador, sente-se com o seu treinador e façam um planejamento adequado para que chegue realmente preparado.

 

Leia mais

10 agências de turismo especializadas em corridas no exterior

10 provas incríveis no mundo para fazer este ano

6 aplicativos para malhar em viagens

 

Turistando

É importante, também, pensar na viagem como um todo. Fazer uma programação que conecte a competição com turismo e curtição com as pessoas que te acompanham nessa jornada é fundamental. Para isso, partimos de dois pontos importantes:

1. O ideal é que você parta poucos dias antes da prova direto para o destino. Dois ou três dias antes já são suficientes para se situar com o local e se adaptar (pelo menos um pouco) com relação ao clima e ao fuso-horário. Neste período, evite comer e beber coisas que você não está acostumado, ok!?

2. Como normalmente nessas viagens aproveitamos para tirar alguns dias para “turistar“, minha sugestão é que você faça passeios para outras cidades e até mesmo países no dia seguinte. Muitas vezes nosso corpo vai dar os reais sinais do desgaste que tivemos na prova boas horas depois e isso pode estragar sua viagem.

No mais, o que reforço sempre é que devemos curtir cada momento. Pesquisar os detalhes da prova é muito gostoso e cruzar a linha de chegada e ter o sentimento de “missão cumprida“ é impagável. Planejar cada ponto turístico, conhecer lugares inusitados, cultura e história, comer um prato típico e brindar à vida farão desta experiência algo que ficará para sempre em sua memória.

Bons treinos e boa viagem!

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com

Sobre o autor

Arthur Borelli

Empresário e atleta amador, Borelli direcionou sua vida profissional e pessoal para o esporte e garante que foi a melhor escolha que fez na vida. Atualmente, transita entre maratonas, corri... VEJA MAIS

Compartilhe por email!