Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

Crossfit: sem espelho, sem ego

Crossfit: sem espelho, sem ego

Uma das primeiras coisas que notamos – e nos chocamos – ao entrar em um box de crossfit é que não há espelhos. Não dá para ficar se olhando enquanto treina. Uma das minhas primeiras dúvidas foi: como vou saber se estou fazendo certo? A verdade é que, sem o espelho, passamos a aprender muito mais sobre competência e consciência corporal. Passamos a ter uma nova referência para nos dizer isso: nosso próprio corpo.

Mas e esta história de sem espelho, sem ego? Será que a solução é simples assim, arrancamos todos os espelhos e o ego desaparece de nossas vidas? Seria tão bom, né?

Basicamente, o ego está na mente e na escolha de atitude de cada um. Não está apenas naquele momento em que estamos mostrando nosso abdome sarado e nem contando para meio mundo o nosso PR ou colocando aquele tempo não tão correto no leaderboard do box. O ego também pode morar no simples fato de você se sentir superior a outras pessoas porque pratica crossfit.

 

Leia mais

Como treinar sozinho e manter a intensidade do seu treino

Quer melhorar sua performance? Preste atenção no seu corpo

Crossfit é mesmo para mim?

 

Além disso, o ego também é a parte da nossa mente que nos causa maior sofrimento. Isso porque o ego quer controlar cada coisa de sua vida e isso não é possível. É aquele pequeno pensamento que acaba não deixando você tirar um dia de descanso quando seu corpo precisa muito – e aqui não estamos falando de atletas profissionais – porque bate aquele medo do seu coleguinha ficar melhor que você.

Ou então um sentimento de descaso – ou de desgosto – pela conquista alheia, ou de se sentir uma pessoa extremamente especial porque você bateu seu PR de novo.

A questão do ego não é a superação em si, mas achar que a sua superação tem mais merecimento que a dos outros ou que a dos outros não tem merecimento algum. E, infelizmente, isso tudo fica em um lugar no nosso cérebro que não tem espelho.

Aqui vão algumas dicas para dar mais leveza e alegria para seu coach, seu time, seu treino e sua vida:

1 – Separe as suas realizações da sua identidade

Você não é o que você realiza assim como você não é o que você tem. Se você fizer algo que tenha um resultado incrível e se achar especial por isso, quando você fizer algo ruim, o que você será? Aprenda a ser quem você é, mais do que o que você faz.

2 – Mantenha-se no presente

Pensar demais no passado e no futuro deixa o ego muito louco. Ficar pensando no que devia ter feito ou no que tem que fazer, sem somar isso a novas atitudes, cria um ciclo vicioso no seu cérebro que não te faz evoluir. Respire, medite, fique no presente o máximo que puder.

3 – Lembre-se que você é humano

Seja sincero quanto às suas limitações e às suas prioridades. Observe e trabalhe nelas com precisão. Celebre suas vitórias, porque são mesmo suas, baseadas no que você realmente busca, independentemente dos demais.

4 – Seja grato

Anote e agradeça por todos os esforços que você tem feito e resultados que tem colhido das mudanças que quer na sua vida. Ser grato é uma das melhores maneiras de lembrar que vale a pena colocar intenção e amor nos nossos objetivos dentro e fora do esporte.

Hora de colocar os espelhos todos na cabeça e começar a viver melhor, não? Bons treinos!

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com

Sobre o autor

Fernanda Surian

Professora de inglês e português para estrangeiros, competidora de crossfit, apaixonada por viajar, escrever e compartilhar. Vivendo e aprendendo cada vez mais sobre performance para uma v... VEJA MAIS

Compartilhe por email!