Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Do zero aos 42 km… um degrau de cada vez!

Do zero aos 42 km… um degrau de cada vez!

Eu comecei a correr agora. É possível completar uma maratona daqui a seis meses? Como faço para bater meu RP (recorde pessoal) na meia-maratona ano que vem? Será que eu consigo completar três meias-maratonas em um semestre? Eu nunca completei uma prova de 5 km e 10 km, será que eu consigo fazer bem uma meia-maratona?

Parece que estou brincando, mas estes questionamentos são frequentes em nosso universo da corrida. E isto é assustador!

Com o boom das redes sociais e do número de corredores, seja pela natureza da modalidade, quanto pela oferta de grandes eventos próximos a nós, os atletas amadores estão ansiosos para alcançar, rapidamente, metas ambiciosas, pulando degraus e deixando de construir uma base sólida que dará sustentação para longevidade no esporte e resultados mais expressivos em médio e longo prazo.

Neste contexto, vale uma reflexão sobre a importância da evolução gradual de distâncias e metas. Vamos nessa?

Evolução gradual na corrida

Comece por distâncias menores

Se você começou a correr para valer agora, encare provas de 5 km para depois migrar para as provas de 10 km. Caso se sinta seguro e haja relevância significativa em sua vida, defina, após isso, novos desafios na meia-maratona e maratona.

Adquira experiência técnica

Passar por provas menores (5 km e 10 km) é fundamental para que você consiga fixar melhor conceitos técnicos. Isso acontece por conta da característica dos treinos que estimulam adaptações neuromusculares, fisiológicas e biomecânicas importantes.

Adquira experiência tática

Estas provas mais curtas são excelentes oportunidades para definição e testes de estratégias mais adequadas às suas características individuais. Pode ser um ritmo progressivo, ritmo constante, a separação da distância total em pequenos blocos, entre outras muitas abordagens possíveis.

Faça testes

A evolução gradual também é importante para que seja possível testar alimentação e suplementação pré, durante e pós-prova; encontrar o polimento ideal para você; experimentar roupas e acessórios mais confortáveis; e até mesmo corrigir erros de periodização do treinamento.

Mantenha a motivação

Ultrapassar etapas pode ser um grande detonador de motivação. Ao alcançar uma grande meta precocemente, você não terá mais nada tão desafiador pela frente que o mantenha motivado treinando.

Além disso, os treinos intensos, sem a devida base feita, podem gerar um grande desconforto e desequilíbrio em sua vida, tirando o prazer que a atividade física proporciona.

 

Leia mais

Como anda sua motivação para os treinos e provas?

Lição de casa: será que é mesmo importante?

Comece a correr e não pare nunca mais

 

Evite riscos à saúde

A prática excessiva de atividade física sem o preparo correto aumenta o risco de problemas cardiovasculares, lesões osteomioarticulares e outros males. Isso pode afastar, temporariamente ou definitivamente, uma pessoa do esporte, o que pode causar uma série de problemas em cadeia. Desde crises psicológicas a doenças advindas do sedentarismo, como hipertensão arterial, diabetes e colesterol alterado.

Ganhe performance

Quem tem pretensões de reduzir os tempos em provas, pode adotar uma estratégia interessante ao melhorar os tempos reduzindo o pace em distâncias menores. Neste caso, é feito um pequeno ajuste do ritmo, associado aos treinos específicos para distâncias maiores, como os treinos mais longos e os treinos em ritmo de prova alvo (Tempo Run), por exemplo.

Após esta breve reflexão sobre a importância de subir um degrau por vez, criando uma base sólida para poder chegar com mais segurança e maior rendimento em distâncias maiores, espero que aquelas perguntas iniciais sejam respondidas facilmente. E decisões precipitadas sejam evitadas.

Por quantos anos você pretende correr e o quão alto você quer chegar?

Bons treinos e vamos pra cima, galera!

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com

Sobre o autor

Rodrigo Lobo

Bacharel em Educação Física pela Escola de Educação Física da Universidade de São Paulo; sócio-diretor da Lobo Assessoria Esportiva; palestrante de temas sobre qualidade de vida, tre... VEJA MAIS

Compartilhe por email!