Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Controle do diabetes: faça exercício físico

Controle do diabetes: faça exercício físico

O diabetes, o câncer, as doenças cardiovasculares, a obesidade, a osteoporose, a hipertensão arterial e a depressão são categorizados como doenças crônico-degenerativas por provocarem a degeneração de todo o organismo. Muitas vezes, revelam-se na quarta década de vida, mas a sua sedimentação ocorre mesmo na infância e adolescência (Haskell et al., 2007).

Dentre essas enfermidades, o Diabetes Mellitus é uma doença crônica que está afetando a população de forma crescente, tornando-se um sério problema de saúde pública mundial, sendo relacionada ao envelhecimento da população, ao sedentarismo, às dietas pouco saudáveis, ao aumento da obesidade e à industrialização. Por isso a importância do controle do diabetes. A doença se caracteriza pelo aumento da glicemia sanguínea (hiperglicemia), resultante da incapacidade do pâncreas em produzir adequadamente a insulina (DIABETES TIPO 1) e/ou em sua limitada ação fisiológica (DIABETES TIPO 2). No diabetes Tipo 2, o organismo até produz o hormônio insulina, mas a sua ação é inadequada, o corpo resiste a ela, aumentando consequentemente os níveis de glicose no sangue (American Diabetes Association, 2007).

O exercício físico tem papel importante no controle do diabetes, na medida em que, durante os exercícios físicos, a redução dos níveis de glicose sanguínea acontece devido ao aumento da captação de glicose pelo músculo esquelético. No diabético, entretanto, deve se verificar a resposta glicêmica durante e após os exercícios para o controle do diabetes, para que não ocorra hipoglicemia e risco à saúde do paciente. O exercício resulta, ao longo do tempo, em uma variedade de adaptações fisiológicas e metabólicas as quais incluem aumento da sensibilidade tecidual à insulina e melhoras do controle do diabetes, incremento das funções cardiorrespiratórias, diminuição da gordura corporal, entre outros; todos corroborando de forma sinérgica na qualidade de vida dos diabéticos (Zanuso et al., 2010).

Para isso, envolva-se com um treinamento físico. Se precisar, e seria muito interessante e mais seguro, procure um profissional de educação física, ele saberá prescrever o treinamento físico adequado e proporcionar melhor qualidade de vida a você. Não fique doente. Não fique parado. Não seja sedentário. Comece já os exercícios físicos e uma alimentação equilibrada e saudável. Para o controle do diabetes siga as recomendações do Colégio Americano de Medicina do Esporte, realize 30 minutos de exercícios físicos aeróbios com intensidade moderada, em uma frequência de cinco dias da semana ou mesmo com um tempo de 20 minutos em intensidades mais vigorosas, em três dias da semana (Haskell et al., 2007).

• American Diabetes Association. Nutrition recommendations and interventions for Diabetes: A position statement of the American Diabetes Association. Diabetes Care, Indianapolis, v.30, Suppl 1, p.48-65, 2007.
• Haskell WL, Lee IM, Pate RR, Powell KE, Blair SN, Franklin BA, Macera CA, Heath GW, Thompson PD, Bauman A. Physical activity and public health: updated recommendation for adults from the American College of Sports Medicine and the American Heart Association. Med Sci Sports Exerc. v.39(8):p.1423-34,2007.
• Zanuso S, Jimenez A, Pugliese G, Corigliano G, Balducci S. Exercise for the management of type 2 diabetes: a review of the evidence. Acta Diabetol v.47:p.15-22, 2010.

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com

Sobre o autor

Raul Santo

Professor, pesquisador e consultor em fisiologia e ciência da saúde, Raul Santo de Oliveira é graduado em Educação Física pela Escola de Educação Física da Polícia Militar do Estad... VEJA MAIS

Compartilhe por email!