Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Final de temporada: como não perder o foco

Final de temporada: como não perder o foco

O ano já está acabando e nem o vimos passar! Nós, atletas amadores, temos uma relação ainda mais curiosa com o tempo, visto que não paramos quietos e cada segundo é valioso, o tempo voa ainda mais rápido, não é mesmo?

Nossa relação com o tempo é, realmente, muito curiosa, pois costumamos acordar mais cedo que os outros para conseguir dar conta de todos os compromissos do dia, treinos, trabalho, tarefas domésticas, organizar nossa alimentação e mala diária, minutos e horas nas redes sociais… haja saúde e disposição para conseguir terminar o dia, que poderia ter algumas horinhas a mais.

Com as últimas metas do ano cada vez mais próximas, a ansiedade bate forte. Afinal, o sucesso delas é dependente de uma série de fatores: experiência, regularidade, bons hábitos, treinos realizados, submetas atingidas e controle emocional. Podemos ainda correlacionar todos estes fatores a outros, motivo pelo qual torna a conquista ainda mais valiosa e recompensadora: novos projetos no trabalho, reuniões de última hora, fechamento de metas do ano na empresa, happy hours, festas da família e amigos, mente e corpo lutando todo o tempo, e assim vai…

 

Leia mais

Adidas Training oferecerá treinos com novas modalidades

10 dicas para a sua recuperação pós-treino

10 exercícios de pilates para fazer em qualquer lugar

 

A manutenção de uma rotina de treinos, hábitos de vida, organização e foco nas últimas metas do ano precisam ser mais fortes, pois não temos muitas semanas disponíveis para “salvar nossa pele”. Começou a contagem regressiva do final de temporada, e tudo o que fizermos de “errado” até lá, será ainda mais significativo para um possível fracasso. Este fracasso está intimamente ligado a uma profunda desmotivação, sem contar o alto risco de lesões que nos afastará, ou comprometerá o sucesso na temporada seguinte.

Os treinos específicos no final de temporada são mais recorrentes na planilha. Portanto, leve-os a sério, passe feedback ao seu treinador para que possíveis ajustes sejam feitos nessa reta final — e nada de desanimar! Logo virá a recompensa com o período transitório para um novo trabalho de base, ou seja, descanso, e o mais legal, as comemorações de mais um ciclo bem-sucedido.

Caso alguma meta não tenha sido atingida ao longo do ano, nada de desespero. Respire fundo, faça uma autoavaliação sobre os pontos positivos e negativos, ajuste os ponteiros e estabeleça novos desafios que sejam relevantes a você e adequados à sua rotina.

Bons treinos e bora pra cima, galera!

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com

Sobre o autor

Rodrigo Lobo

Bacharel em Educação Física pela Escola de Educação Física da Universidade de São Paulo; sócio-diretor da Lobo Assessoria Esportiva; palestrante de temas sobre qualidade de vida, tre... VEJA MAIS

Compartilhe por email!