Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

Aspectos fundamentais para um bom desempenho no pedal

Aspectos fundamentais para um bom desempenho no pedal

Aprendi ao longo da minha experiência com o uso da bicicleta que a busca por um melhor desempenho no pedal é um conjunto de muitos fatores. Quando falamos em melhorar o desempenho, a primeira coisa que nos vem à mente é o condicionamento físico. Claro que aumentando o condicionamento físico a melhora do desempenho será uma consequência. Porém isto não basta! Por isto listo aqui alguns itens que devem ser levados em consideração:

 

1 – Condicionamento físico: há muitas atividades que podem colaborar com o seu condicionamento físico e consequentemente com o seu desempenho no pedal, tais como musculação, exercícios funcionais, pilates, corrida, natação, entre outros. Todos irão de alguma forma ajudar na melhora do desempenho em suas pedaladas;

2 – Condicionamento mental: os cuidados com o corpo certamente serão potencializados se você também der atenção ao aspecto psicológico. Em diversas modalidades esportivas, se observa que os aspectos físicos, técnicos e táticos estão cada vez mais semelhantes entre os competidores, sugerindo que o estudo das variáveis psicológicas torna-se um diferencial na busca pelo melhor resultado;

3 – Alimentação: a alimentação adequada e nutricionalmente equilibrada é um dos fatores importantes e essenciais para a otimização do desempenho, sendo esse dependente e intimamente relacionado às características genéticas do esportista/atleta e às condições de treinamento, além de aspectos psicológicos e ambientais diretamente ligados a esses fatores. Portanto, a nutrição pode melhorar a capacidade física, mas não assegura, isoladamente, um pico de desempenho da mesma. Além de todos esses fatores, deve-se levar em consideração a modalidade esportiva e características individuais do atleta, como idade, sexo, peso, estatura, composição corporal, aptidão física e estado nutricional;

4 – Dormir bem: é durante o período noturno que nosso corpo libera melatonina, um hormônio que regula nosso relógio biológico, induzindo ao sono. Na produção de hormônios durante o sono encontra-se o GH, o famoso “hormônio do crescimento”, cuja função é manter o tônus muscular, evitar acúmulo de gordura e melhorar o desempenho físico de uma forma geral. Dormir bem é tão importante quanto ter uma boa alimentação. Ajustar seu colchão para as suas necessidades também é uma forma de garantir o máximo de descanso e desempenho muscular. Existem propostas que fazem uso consciente do período sono/ sonho para buscar uma programação neurolinguística;

5 – Respiração: respirar de forma inadequada faz com que o aporte de oxigênio seja insuficiente para o bom funcionamento do organismo durante o esforço no pedal. Quando isso ocorre, há prejuízo do desempenho, visto que as células utilizam o oxigênio para produzir energia e realizar a contração muscular. Há diversas técnicas sobre como respirar conscientemente e extrair o máximo dos gases que respiramos, aproveitando ao máximo o oxigênio durante o pedal e em todas atividades.

Dito tudo isso, para um bom desempenho no pedal, não se esqueça de fazer uma avaliação física. É de suma importância conversar e pedir orientação de profissionais especializados, tais como: fisioterapeuta, educador físico, nutricionista, ortopedista, entre outros. Procure por uma clínica médica especializada em esporte, onde geralmente há equipes composta por diversos desses especialistas. No próximo texto do blog falarei da importância dos equipamentos para a melhora do desempenho. Até lá!

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com

Sobre o autor

Claudia Franco

Administradora de empresas e analista de sistemas, atuou por 32 anos no segmento de TI com foco em tecnologia para educação. Por conta de sua paixão pela bike, fundou a Escola de Biciclet... VEJA MAIS

Compartilhe por email!
[i]
[i]