Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Glúteos para tudo e todos

Glúteos para tudo e todos

Para pegar uma meia do chão com o pé, não basta ter dedos do pé fortes. Você precisa de um pé firme, um tornozelo, uma perna, um joelho, uma coxa e, acima de tudo, alguém que segure tudo isso: Glúteos! O glúteo é o nome do principal e mais volumoso músculo de nosso quadril. Popularmente chamado de Bumbum, Bunda, Nádega, etc. Ele tem função essencial na estabilidade do nosso corpo, fazendo as funções de proteger o quadril, a coluna lombar e inclusive os joelhos! Funcionalmente ele serve, principalmente, para nos empurrar para frente enquanto andamos. Sua contração faz nossa coxa ir para trás, ajudando a perna do outro lado a ir para frente. Agora imagine durante uma corrida? A pessoa que utiliza corretamente os glúteos possui um poder maior de impulsão anterior, gerando mais velocidade e menos impactos ao corpo.
Usando o mesmo princípio que o glúteo usa para empurrar a coxa para trás durante a caminhada e a corrida, ele também pode nos ajudar a saltar e subir escadas. Para exemplificar, basta colocar o pé sobre um degrau e verificará que o joelho vai ficar dobrado. Nesta posição, a função do glúteo do lado da perna que está no degrau é de jogar a coxa para baixo, enquanto o corpo é deslocado para cima do degrau.
Indo mais além, vale dizer que é possível utilizar o glúteo de forma inversa. “Hein?”. Isso mesmo. Lembre que eu disse que ele joga nossa coxa para trás. Mas se segurarmos nossa coxa, evitando que ela vá para trás, ao contrair o dito cujo, nossa pelve será jogada para frente, curvando nossa coluna para trás. E por fim, se formos um pouco mais além (é possível? Sim…), imaginem quando temos que curvar para frente, para pegar algo no chão. Se usarmos este tão citado músculo, com os pés apoiados ele nos ajuda a erguer a coluna de volta para posição ereta, aliviando as costas durante tarefas diárias, como amarrar o tênis, levantar o filho pequeno do chão, lavar o rosto na pia baixa, etc.
Antes de terminar, é importante salientar que não adianta ter glúteos favorecidos e não saber usá-los. São músculos relativamente difíceis de serem colocados em todas as suas funções, ainda mais em um mundo onde a maioria das pessoas passa o dia todo sentada, fazendo do músculo uma almofada para sentar em cima. Isso gera um acúmulo de gordura local, muitas vezes confundida com o glúteo (que é apenas o músculo!).
Se você não conseguiu utilizar seus glúteos nas tarefas citadas acima, vale a pena consultar seu fisioterapeuta, educador físico, professora de dança, ballet, etc (todos eles possuem a informação necessária) para te auxiliar e corrigir possíveis compensações que está fazendo com o corpo. Geralmente as pessoas que têm esta dificuldade possuem a pelve mais rígida, coluna e quadril instáveis, ou uma consciência corporal reduzida. Mas fique tranquilo, pois tudo pode ser aprendido!

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com

Sobre o autor

Marcel Sera

Fisioterapeuta, palestrante e atleta amador! A ideia, aqui, é explicar como usamos e o que acontece com o nosso corpo em cada situação, ação e emoção de nosso dia-a-dia. Correr é uma... VEJA MAIS

Compartilhe por email!