Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Primeiro Ironman: será que já está na hora?

Primeiro Ironman: será que já está na hora?

Imaginemos dois casos. Primeiro aquele atleta que já tem alguma experiência no triathlon, uns poucos anos de prática e já correu provas de todas as distâncias, exceto o Ironman. O segundo tem relação com aquela pessoa denominada “entusiasta”, que justamente por conta do Ironman quer ingressar no esporte e cruzar a linha de chegada após nadar 3,8 km, pedalar 180 km e correr uma maratona (42km).

Em ambos os casos, como saber o momento certo para essa pessoa correr seu primeiro Ironman?

Aí vem o leitor e já se adianta: “Ahhhh….já sei…. Ele vai falar que o atleta precisa treinar tantos meses (ou anos), correr provas de todas as distâncias, fazer uma boa base e, aí sim, estará pronto para alinhar numa largada de Ironman. Se você pensou assim, acertou uma pequena parte do que iremos discutir.

No quesito treinamento ou preparação física é claro (e talvez óbvio) que devemos respeitar uma prova de ultra-endurance dessa magnitude. E, para tal, o atleta deve se preparar bem, adquirir base e experiência no esporte e, então, poderá partir para a realização do seu sonho – seu primeiro Ironman.

 

Leia mais

Anda sem tempo para treinar?

Periodização do treino de força no triathlon

Quanto mais difícil melhor... Será?

 

Afirmo isso na posição de profissional da saúde e de coach de esportes de endurance, uma vez que prezo pela saúde dos atletas e os ajudo na realização de seus sonhos esportivos de forma saudável e prazerosa.

Mas não é só isso. Existem outros fatores que também devem ser considerados (com muito bom senso) na hora de decidir se o atleta já está ou não preparado para correr seu primeiro Ironman. Veja a seguir:

Fatores econômicos
Todos sabemos que o caminho até a largada de um Ironman não é tão barato. O atleta deve fazer um planejamento financeiro e colocar na “ponta do lápis” o quanto terá que investir em material e equipamento (tênis, bike, acessórios, vestuário etc.), nutrição, profissionais da saúde (treinador, nutricionista, fisioterapeuta), inscrição da prova, infra-estrutura para treinamento (clube, academia etc.) viagem, hospedagem e por aí segue. Ou seja, não dá para ele decidir da noite para o dia que irá correr um Ironman; é preciso planejar.

Fatores sociais
Treinar triathlon exige um pouco mais de disciplina e dedicação do que outros esportes. Pensando em Ironman, essa disciplina e essa dedicação aumentam. Logo, o atleta que sonha em completar essa prova terá que abdicar de parte (porém não toda) da sua vida social, pois treinar bem requer tempo disponível para tal.

E, além disso, o atleta precisa ter tempo para descansar antes e após cada sessão de treino, pois é assim que ele irá render e, consequentemente, irá melhorar seu condicionamento e seu desempenho. Portanto, avise seus amigos que você será mais “seletivo” ao aceitar convites para festas, happy hours e afins.

Fatores familiares
Você não vai e também não deve abrir mão dos seus momentos em família para treinar para um Ironman. Você deve, sim, sentar com todos, conversar com eles sobre seu caminho em busca desse sonho e falar que precisará do apoio e de compreensão de todos. Deixe-os seguros de que você fará tudo da melhor forma para que a convivência familiar não seja comprometida, mas sim fortalecida.

Tenha em mente que a família sempre será seu porto-seguro, sua seara, seu oásis ao longo desse longo caminho a ser percorrido. Principalmente quando bater aquele desânimo, aquele cansaço descomunal ou até mesmo aqueles questionamentos como: “onde é que eu fui me meter”, seus familiares estarão ali para te apoiar, dar força e te motivar. O seu sonho, agora, também é deles.

Timing e prioridades
Existem casos em que o atleta quer muito treinar e completar um Ironman, mas o tempo dele está “contado”. Ele não pode esperar mais um ano e meio, por exemplo, porque depois irá dar entrada num apartamento novo, terá um filho ou será transferido para outra cidade ou país por conta do trabalho.

Além, é claro, das muitas outras questões que tangem todos os fatores já citados e que acabam reduzindo o tempo “ideal” para que esse atleta se prepare e possa completar o tão sonhado Ironman.

Treinamento
Diante de tantas variáveis e tantos “poréns”, treinar acaba sendo a parte mais tranquila do processo. O treinador analisa todo o cenário no qual o atleta está inserido e elabora um programa de treinamento individualizado que respeite essas particularidades. Feito isso, é só começarem a percorrer, lado-a-lado, a longa estrada que se inicia no primeiro dia de treinamento e termina logo após a linha de chegada.

“Parabéns! Missão cumprida! Agora você é um Ironman!”

Portanto, não existe “o momento ideal” para competir no seu primeiro Ironman. Cada caso é um caso, cada indivíduo tem suas necessidades, suas prioridades, seu “tempo ideal”. E cabe a nós, treinadores, entendermos tudo isso e criarmos a melhor estratégia de treinamento que permita a essa pessoa cruzar a linha de chegada com sorriso no rosto e de forma saudável.

Bons treinos e até a próxima!

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com

Sobre o autor

Rogério Carvalho

É bacharel em educação física, especialista em treinamento esportivo e mestre em estudos do esporte, além de Head Coach da Endurance Sports Coaching Brasil e treinador certificado pelo ... VEJA MAIS

Compartilhe por email!