Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

On Running: Diferenças entre os principais modelos da marca

On Running: Diferenças entre os principais modelos da marca

A suiça On Running desembarcou no Brasil em 2014, com alguns de seus modelos sendo vendidos nas lojas Track & Field (importadora e distribuidora da marca somente para suas lojas). Desde então a marca nunca emplacou no Brasil, e diversos corredores e triatletas que a conhecem atualmente não sabem onde encontra-la no Brasil.

Outros buscaram a informação de alguns modelos nas lojas, questionando diferenças, tipo de treino e prova, modelo que responde melhor, e a informação passada pela equipe de vendas ficou aquém das expectativas. Eu mesmo já fiz este “teste” e percebi um pouco de dificuldade em me passarem informações mais técnicas. Esta mesma dificuldade ocorreu na época em que a rede de lojas comercializava a marca Newton, um produto ainda mais técnico do que o On Running.

O meu contato com a marca e produto foi em março de 2013, quando conheci um dos sócios da empresa suíça em um hotel de São Paulo, onde conversamos sobre o mercado e ele na época deixou dois modelos comigo para que eu testasse: o Cloudracer e o Cloudsurfer. Desde então ficamos amigos e nos encontramos anualmente em algum evento de corrida ou triathlon.

A marca vem crescendo no mercado de running na Europa e Estados Unidos, e no mercado de triathlon está com uma boa “vitrine”, patrocinando e apoiando 28 triatletas ao redor do mundo. Estrelas como Javier Gomez, Frederik Vanlierde, Tim Don, Rachel Joyce, entre outros, dão sua contribuição para um maior crescimento da marca com a comunidade do triathlon. No Brasil, o triatleta Thiago Vinhal (13º colocado em sua estreia no Mundial de Kona 2017), é o único triatleta profissional apoiado pela marca na América do Sul.

Diante da quantidade de dúvidas por parte de corredores e triatletas que perguntam sobre os modelos, abaixo vou colocar as características de cada um e algumas diferenças entre eles:

On Cloud: Um dos primeiros modelos da marca a ser lançado, o tênis só apresentou atualização de cores. É performance trainer para treinos diários, que também pode ser utilizado no dia-a-dia. Particularmente não achei nada demais, e não me adaptei a ele em decorrência da malha de cabedal que não gera muito suporte na área frontal, deixando os pés um pouco instáveis. A lingueta com muito acolchoamento também não permite um ajuste firme do cadarço.

Categoria: Performance
Pisada: Neutra
Peso:  245gr (Tam 41 masc) / 193gr (Tam 38 Fem)
Drop: 6mm
Finalidade: Treinos diários, e provas de curtas e longas distâncias

Cloudsurfer: Apesar do peso, este é um modelo bem confortável para treinos diários e provas. Me adaptei bem e ainda utilizo em treinos de rodagem. Tive 3 pares. A 1ª edição lançada em 2013 e 2 pares atuais. O modelo evoluiu bastante com relação a malha de cabedal. A atual edição tem um tecido mais fino, com boa ventilação e a lingueta fina, com quase nada de enchimento de espuma, abraça bem melhor o peito do pé.

Categoria: Amortecimento
Pisada: Neutra
Peso:  301gr (Tam 41 masc) / 258gr (Tam 38 Fem)
Drop: 7mm
Finalidade: Treinos diários, e provas de curtas e longas distâncias

Cloudflyer: Modelo de estabilidade da On, atende corredores levemente pronados. A nova edição apresenta algumas mudanças no design do cabedal e no colar de calce, sendo um pouco mais alto na área do calcanhar. O contra-forte tem uma nova base em TPU, gerando mais suporte ao calcanhar.

Categoria: Estabilidade
Pisada: Leve pronada
Peso:  289gr (Tam 41 masc) / 244gr (Tam 38 Fem)
Drop: 7mm
Finalidade: Treinos diários, e provas de curtas e longas distâncias

Cloud X: O mais recente lançamento da On Running possui algumas semelhanças com o modelo On Cloud, principalmente base de entressola e solado. A diferença fica por conta do design do cabedal e do tecido da malha, que geram bom suporte aos pés e melhor estabilidade. A lingueta, com quase nada de enchimento de espuma, encaixa bem na curvatura do peito dos pés, e o colar da calce tem 6 pequenos blocos retangulares posicionados na borda interna, com pouca espuma e com bom suporte e conforto para o calcanhar. Eu me dei muito bem com o tênis. Tanto que tenho 2 pares. Já fiz alguns treinos curtos entre 10km e 15km, e um longo de 21km que não tive nenhum problema de desconforto.

Categoria: Performance
Pisada: Neutra
Peso:  231r (Tam 41 masc) / 199gr (Tam 38 Fem)
Drop: 6mm
Finalidade: Treinos diários, treinos de velocidade e provas de curtas e longas distâncias

Cloudrush: Ele é a atualização do 1º modelo de competição da marca que foi o Cloudracer. As mudanças foram poucas, com pequenos detalhes no design do cabedal. O novo colar de calce está com um revestimento interno que gera menos atrito no calcanhar para quem corre sem meia. Para quem se adaptou às duas edições do Cloudracer, certamente irá gostar do Cloudrush. Eu me adaptei bem, porém se for utilizá-lo em provas de 5km a 21km, prefiro o Cloud X.

Categoria: Performance
Pisada: Neutra
Peso:  228gr (Tam 41 masc) / 201gr (Tam 38 Fem)
Drop: 5mm
Finalidade: Treinos diários, treinos de velocidade e provas de curtas e longas distâncias

Cloudflash: É o modelo mais “agressivo” da On para competições e também o mais leve. Para atletas acostumados a tênis de competição com perfil de entressola muito baixo, ele é uma das boas opções do mercado. Apesar desta característica, não senti o tênis com uma batida muito seca. Para provas de 5km e 10km ele é muito rápido. Acima destas distâncias, para quem está adaptado a modelos baixos, dá para subir o volume e ir conhecendo as respostas do tênis. Para mim vai bem até 21km em percurso flat. O solado tem uma base em TPU termoplástico em toda a extensão, gerando melhor estabilidade e flexibilidade na decolagem da passada.

Categoria: Performance
Pisada: Neutra
Peso:  216gr (Tam 41 masc) / 193gr (Tam 38 Fem)
Drop: 5mm
Finalidade: Treinos diários, treinos de velocidade e provas de curtas e longas distâncias

Cloudflow: Certamente é o carro-chefe de vendas da marca para provas de 21km e 42km. É o modelo utilizado pelo espanhol Javier Gomez em provas de Ironman 70.3 e pelo britânico Tim Don em provas de full Ironman e também de IM 70.3. O brasileiro Thiago Vinhal correu com este modelo no Ironman Brasil e Ironman Havaí em 2017. A minha experiência com este modelo, que já relatei anteriormente em outro artigo, foi correndo 500km em 40 dias. A área do calcanhar particularmente é regida, ficando perceptível na aterrisagem. Para mim, este detalhe fez com que eu passasse a ter um maior controle da mecânica de corrida, passando a aterrissar mais com o antepé que é a área do solado mais macia. E o tênis começou a ficar confortável com uns 200km rodados. Atualmente estou adaptado a ele.

Categoria: Performance
Pisada: Neutra
Peso:  238gr (Tam 41 masc) / 204gr (Tam 38 Fem)
Drop: 6mm
Finalidade: Treinos diários, treinos de velocidade e provas de curtas e longas distâncias

Em breve irei relatar minha experiência com os modelos de trilha da marca que ainda estou testando.

Bons treinos!

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com

Sobre o autor

Rodrigo Roehniss

Graduado em Administração de Empresas com MBA em Gestão em Marketing Esportivo, Rodrigo Roehniss é especialista em tênis de corrida, além de prestar consultoria sobre o universo de pro... VEJA MAIS

Compartilhe por email!