Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Que tipo de corredor você quer ser em 2017?

Que tipo de corredor você quer ser em 2017?

Um corredor mais rápido(a) ou mais resistente? Mais forte para as subidas e descidas ou mais adaptado(a) às trilhas? Menos usuário(a) da esteira ou mais frequentador(a) das academias? Treinar mais cedo, mais tarde ou fazer mais treinos no dia e na semana? Usar calçados mais minimalistas ou com mais amortecimento? Mudar estratégias de alimentação e hidratação ou manter as mesmas? Correr mais sozinho(a) ou fazer parte de algum grupo? Que tipo de corredor você quer ser em 2017?

Antes de iniciar 2017, é interessante fazer esses questionamentos e se preparar para as possíveis mudanças que deseja na vida de corredor. Do contrário, corre o risco de começar o ano sem um propósito e fazer treinos desmotivados, até mesmo com quedas no rendimento. Isso se agrava com as festas de fim de ano, que naturalmente tendem a reduzir os treinos e acostumar nosso corpo a um descanso maior.

Por conta dessa redução natural de treinos no fim do ano (não é uma regra, mas acontece com a maioria das pessoas), o nosso corpo acaba descansando e fica pronto para a retomada dos treinos no começo do ano seguinte. Ou seja, se no momento mais oportuno para os treinos não tivermos um objetivo definido, a gente não aproveita esta vantagem fisiológica e acaba investindo os esforços em treinos rotineiros, sem perspectivas.

Mesmo as pessoas que treinam apenas para manter uma determinada condição de saúde (que muitas vezes se sentem obrigadas a correr), a variação de treinos, terrenos, calçados e estratégias também é indicada, podendo até gerar novos benefícios e tornar a prática algo mais divertido e prazeroso.

 

Leia mais

Correr duas vezes (ou mais) em um dia faz mal?

Benefícios do fartlek na corrida

Cuidados ao correr no calor

 

Porém, todos precisamos tomar alguns cuidados. Toda mudança não deve ser brusca e precisa de um período de aprendizado e adaptação, até que a pessoa comece a desenvolver novos mecanismos e inicie a evolução dos treinos. Os músculos e toda a nossa fisiologia precisam entender o que vai acontecer de diferente.

Por conta disso, eu sugiro que comece planejando tudo o que puder. Quanto mais você pensar, mais ideias e dúvidas aparecerão, te fazendo correr atrás das respostas e conhecer a fundo cada item necessário para iniciar os novos projetos de treinos. Ao final de tudo isso, você iniciará o ano que vem decidido(a), focado(a) e extremamente motivado(a).

Agora é com você. Que venha 2017. E que venha com tudo! Ótimos treinos!

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com

Sobre o autor

Marcel Sera

Fisioterapeuta, palestrante e atleta amador! A ideia, aqui, é explicar como usamos e o que acontece com o nosso corpo em cada situação, ação e emoção de nosso dia-a-dia. Correr é uma... VEJA MAIS

Compartilhe por email!