Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Segredo para correr com crianças e cães

Segredo para correr com crianças e cães

Não é porque saímos por aí a dar nossos trotes em horários improváveis — às vezes quando quase todos ainda estão dormindo, outras vezes quando o mundo parece estar curtindo uma boa praia — que corredores devem ser considerados esquisitões ou que têm algum segredo para correr. No fundo, temos os mesmos sonhos, ansiedades e temores de todo mundo. Adoramos companhia na hora de fazer as coisas. Os seres humanos, e os brasileiros em especial, adoram fazer tudo coletivamente. Solidão não é com a gente. Fazer compras, apreciar uma boa comida, ver um jogo de futebol e até ir ao médico, é sempre melhor se estamos cercados de pessoas das quais gostamos.

Na hora de correr, não poderia ser diferente. Há centenas de assessorias e equipes de corrida espalhadas pelo País, as provas de rua reúnem cada vez mais gente. Um segredo para correr é que estar sozinho é mesmo chato. Só que algumas pessoas fazem tanta questão de se cercar de pessoas amadas que não pensam duas vezes na hora de fazer lobby para que maridos, esposas, namorados e namoradas os acompanhem nos treinamentos. Muitas vezes, a insistência funciona e o ser amado acaba se transformando num exímio corredor, não raro superando a sua cara-metade — o que já causou o rompimento de alguns relacionamentos. Outras vezes, o par não possui a menor vocação para a corrida, e nem com muito amor conseguem se transformar em atletas. Alguns relacionamentos já foram rompidos também por isso. O ser humano é complicado…

Existe ainda um tipo carente, mas tão carente de companhia, que faz questão de levar para os treinamentos outros seres amados. Estou falando de filhos pequenos e animais de estimação. Correr faz bem. Para adultos, crianças e até para os bichos. Correr é bom pra cachorro, não duvidem. Mas crianças e cachorros devem correr distâncias bem mais curtas do que as habitualmente percorridas pelos corredores tarimbados. Os especialistas recomendam que crianças pequenas não devem correr mais do que 1,5 km de forma contínua. Podem chegar a correr até 3 km depois de um tempo, mas nunca além disso. E outro segredo para correr é que 3 km, como sabemos, não são muita coisa para um adulto.

Com os cachorros, não é diferente. Uma rodagem de 10 km, algo comum para um corredor com condicionamento razoável, é uma verdadeira maratona para um cão. Isso se o cão for de uma raça propensa a correr, como o galgo. Para um bicho mais paradão, como um buldogue, 10 km seriam uma sentença de morte. E se o seu pet for um gato, esqueça. Ao contrário dos cães (uns bobocas que fazem tudo para nos agradar), eles simplesmente se recusam a embarcar nas nossas doideiras.

O segredo para correr, tanto com crianças quanto com cães, é o seguinte: nós saímos para correr com eles — e não eles com a gente. Isso quer dizer que devemos correr no ritmo e no volume de treinamento deles, que deve ser pequeno, nunca mais do que 3 km e em velocidade muito confortável. Se fizermos isso, será divertido para todo mundo e podemos manter o segredo para correr realmente bem aplicado.

(Coluna publicada na Revista O2 – edição #115 – novembro de 2012)

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com

Sobre o autor

Marcos Caetano

Sócio da empresa de comunicação estratégica Brunswick Group e cronista esportivo.... VEJA MAIS

Compartilhe por email!