Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

A tartaruga e o coelho: não pule etapas na corrida

A tartaruga e o coelho: não pule etapas na corrida

Corredores novatos devem seguir uma regra básica se quiserem ter longevidade atlética. A regra é não pular etapas na corrida. Em tempos de redes sociais, em que para serem “aceitas” dentro de determinados grupos as pessoas precisam de rótulos como maratonistas e ultramaratonistas, entre outros “istas”, é preocupante como alguns, já mesmo antes de correrem uma meia maratona, querem logo participar de uma maratona e seus 42.195 metros.

Segundo vários treinadores, o corredor só deve partir para uma maratona depois de dois anos seguindo um treinamento específico. Assim, ele ganha bagagem de quilômetros rodados, experiência e domínio em distâncias menores para, então, o corpo assimilar a carga de treinamento de endurance e assim estrear bem em distâncias maiores.

 

Leia mais

Por que eu corro de sunga e não de cueca

Eternizando e expondo nossas conquistas na corrida

Correr descalço: 'jamais serei um barefoot'

 

Para aqueles que insistem em colocar o “carro na frente dos bois”, as consequências são várias. Vão desde lesões crônicas e performance muito aquém do potencial até a desmotivação por ter marcas estagnadas.

O passo a passo, o “devagar e sempre”, o “um passo para trás e dois para frente” são atitudes que devem ser seguidas para o próprio bem do corredor.

Consulte um treinador.

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com

Sobre o autor

Harry Thomas Jr

Jornalista especializado em corridas de rua desde 1999, Harry competiu pela primeira vez em 1994 e desde então já completou 31 maratonas – sendo três sub 3 horas: São Paulo (2h59min30)... VEJA MAIS

Compartilhe por email!