Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

A corrida e o descanso: saiba equilibrar

A corrida e o descanso: saiba equilibrar

Acredite: não são os treinos pesados os mais importantes no programa de treinamento de corrida, e sim os 2 ou 3 treinos leves. Os trabalhos leves são de importância altíssima porque permitem que o organismo se recupere dos treinos fortes e se adapte ao treinamento duro feito nos outros dias da semana. Sem os dias leves, ou o dia de descanso entre os treinos fortes, o treinamento terá resultados sub-utilizados em vez de torná-lo mais forte.

Muitos acreditam que devem treinar muito para obter boas marcas. No entanto, se não houver o controle do volume e a programação de períodos de recuperação (pausa e repouso), o risco de cometer excessos será prejudicial à saúde do corredor e ao seu desempenho, podendo colocar em xeque a próxima prova ou até as próximas provas.

Não é difícil cometer excessos durante a preparação para uma prova. Um treino longo com os amigos que não esteja programado, por mais confortável que seja o ritmo, mais o lado social do momento, pode prejudicar uma semana toda de treinamento de corrida.

O mesmo é válido para um treino intervalado em que o praticante acaba “embalando” nos desempenhos alheios e o treino passa a ser uma disputa sem sentido. Conclusão: o praticante não consegue cumprir com a programação estipulada (devido a uma intensidade superior às suas possibilidades) e desgasta-se sem necessidade e sentido algum, prejudicando seus treinamentos posteriores.

 

Leia mais

O segredo para correr melhor está no fortalecimento dos glúteos

Treinamento de base: o que é e para que serve?

Aumente seu longão com sete dicas

 

Há praticantes que treinam muito e competem muito mal. Os “leões de treinos” geralmente transformam-se em “gatinhos mansos” nas competições. Seja esperto. Evite essa companhia em seu treinamento de corrida.

Day Off
São as partes mais negligenciadas de muitos programas. Geralmente, os praticantes são relutantes em descansar o suficiente entre os treinos fortes porque eles se preocupam em perder condicionamento, e não é isso o que ocorre. Após o descanso, a força muscular inspiratória tem melhora significativa (Uemura H, 2012).

Na preparação para uma corrida, treinar e descansar são partes de um mesmo todo. Tanto os corredores experientes quanto os novatos devem estar atentos.

 

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com

Sobre o autor

Adriano Cunha

Fundador do Grupo Upper Life (www.grupoupperlife.com), formou-se em Educação Física e atuou como personal trainer e em cargos de liderança por oiyo anos no Instituto Levitas. Além disso... VEJA MAIS

Compartilhe por email!