Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

1ª Travessia Poliana Okimoto é cancelada devido ao mau tempo no Guarujá

Foto: A Tribuna

A 1ª Travessia Poliana Okimoto foi cancelada por conta do mau tempo que atingiu a Baixada Santista. Marcada para este último domingo (4), a prova receberia mais de 500 pessoas na praia do Guaiuba, no Guarujá.

Okimoto anunciou o cancelamento da competição pela manhã. “Acho que nunca esperei tanto por uma prova e nunca sairei tão frustrada, como estou saindo hoje. Estou muito chateada, mesmo, peço desculpas a todos”, lamentou a ex-maratonista, que foi aplaudida pelo público.

A medalhista de bronze comparou o momento com sua experiência na Olimpíada de Londres, em 2012, quando precisou abandonar a prova por condições climáticas.

“Naquele momento, a medalha escapou das minhas mãos. Hoje, a primeira Travessia Poliana Okimoto também escapou. Mas a segurança de vocês vem em primeiro lugar, sempre”, disse. Em 2012, a atleta teve hipotermia durante a competição.

 

Leia mais

Como voltar aos treinos de natação após um período afastado

9 principais benefícios da natação

5 estratégias para minimizar a dor muscular pós-treino

 

A programação da 1ª Travessia Poliana Okimoto contava com duas provas distintas: uma de 500m para atletas iniciantes, e uma de 2km para competidores de elite, já com experiências em águas abertas.

A largada da prova de 500m aconteceria às 8h30 para o masculino e para o feminino; já a largada da prova de 2km estava prevista, aos homens, para às 9h30, e 9h35 para as mulheres.

Como a expectativa era que a maré baixasse, a organização precisou pedir aos participantes uma espera de 40 minutos até que a comissão técnica pudesse decidir sobre o início da competição.

De acordo com Igor de Souza, ex-diretor da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) e organizador-técnico da prova, foi cogitado até um percurso alternativo para os participantes.

“A velocidade dos ventos passou de 45km/h no último sábado, o que impactou bastante para a nossa competição. O mar cresceu, gerou dificuldades. As embarcações não conseguiam arrastar uma boia para as demarcações do percurso no mar”, explicou.

“Meu sonho é o de incentivar a garotada a começar nas maratonas aquáticas. Consegui reunir novos atletas aqui, a partir dos 9 anos de idade. Não posso colocá-los em risco. Eu, que tenho experiência há 20 anos em competições oficiais, teria medo de competir nesse mar. A intenção é o evento seja para todos se divertirem”, completou.

De acordo com Igor de Souza, é esperado que a segunda edição da Travessia Poliana Okimoto aconteça em 2019, mas ainda não há uma data definida.

 

Calendário

Encontre um evento de natação perto de você!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!