Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

Treinos de alta intensidade podem ajudar a manter seu corpo jovem

A prática de exercícios de alta intensidade promete trazer melhorias no desempenho esportivo e ganhos na condição física, mas são geralmente associados a um esforço além do normal e, portanto, a um sofrimento. Porém, esses mesmos exercícios são os que mais liberam hormônios ligados à felicidade e ao rejuvenescimento, como diz a teoria endossada por John Ratey, autor do livro Spark: The Revolutionary New Science of Exercise and the Brain.

Ratey afirma que, apesar de vários tipos de treino terem como consequência bons efeitos ao corpo, os de alta intensidade se destacam. Eles estimulam hormônios e neurotransmissores como dopamina e serotonina, conhecidos como “hormônios da felicidade”, além de óxido nítrico e endocanabinoide.

 

Leia mais

10 dicas para a sua recuperação pós-treino

10 passos para queimar gordura abdominal

3 erros comuns em treinos na esteira

 

O hormônio do crescimento, responsável pelo rejuvenescimento, pelo aumento da massa muscular e pela queima de gordura, é outro que é liberado nesse tipo de exercício. Logo, treinar em grande intensidade pode, sim, ajudar a manter seu corpo mais jovem.

O desempenho esportivo, consequentemente, aumenta com todos esses hormônios. Segundo um estudo no Journal Of Sport Sciences, 30 segundos de corrida intensa em uma bicicleta ergométrica fizeram os níveis de hormônio do crescimento saltarem 530%. O potencial é tanto que as versões sintéticas das substâncias são proibidas pelo Comitê Olímpico Internacional e consideradas ilegais pela política antidoping.

Clube O2

Escolha já seu Óculos HB!

Compartilhe por email!