A corrida, o pé e o calçado

Já havia comentado em outro artigo, a questão dos pés, suas formas de pisadas e as dificuldades em aprumar seus movimentos durante uma corrida de longa distância. Esse assunto não é esgotável, na medida em que novos adeptos a corrida, vão sentindo novas dificuldades, e principalmente, quando aliadas a características inesperadas.
Correr longas distâncias está relacionado a fatores vários que envolvem questões como; emocional, resistência e força dos músculos dos pés, além do tão falado par de tênis.
Até parece que sem eles não poderemos mais correr. Não é bem assim, pois existem pesquisas em alguns lugares do mundo, incluindo o Brasil, onde o calçado para correr, passa por uma revisão científica, procurando provar, e comprovar, que eles não são tão eficientes, pelo menos não mais do que os velhos e eficientes pés.
Sem dúvida, correr descalço será uma tarefa das mais doloridas e preocupadas, a menos que o corredor voluntário more em uma zona rural e possa treinar em gramados livres de objetos perfuro ou corto contusos (capazes de furar ou cortar), que o permitiria correr, por horas, relaxando a cada pisada.
Enquanto não podemos nos aventurar com a possibilidade de correr descalço, é melhor escolher um bom par de tênis, e que ele permita correr e não sentir os atropelos do pós-treino.

 

Quando o tênis fala mais alto que o organismo do corredor
Tênis e pé devem se casar de uma forma expressiva. Deve acontecer uma relação de ajustamento, tão perfeito, quanto seria a entrada do ar pelas narinas. É como um “amor à primeira vista”.
O tênis não deve necessitar uma adaptação tão longa, como é de costume ouvir; “ele esta um tanto apertado, mas depois ele ficará mais macio”. Ou então, casos como estou cansado de ver nestes trinta e sete anos, onde as pessoas insistem em comprar tênis sem nenhum centímetro de folga na parte dianteira do calçado.
Muito mais do que comprar um calçado mais largo ou maior, a compra de um tênis se tornou uma arte na hora de escolher.
Sempre que adentrar uma loja especializada para corredores, verá uma infinidade de calçados, sempre motivadores para qualquer um, iniciante ou adiantado. Só que ao escolher um par de tênis, verá que há muitos detalhes, que não devem ser desprezados.

Citando os dados mais importantes para que você considere um ótimo calçado
Tecido maleável e liso, além de ser vazado (permite acomodação melhor dos pés, não provocando bolhas por fricção, além de permitir o vazamento do suor para o meio externo).
Sobras de tecidos no meio interno do tênis, além de couro, costura com linha grossa. (todos estes detalhes, durante uma corrida de longa distância, podem ser os causadores de lesões pequenas como bolhas, esfolamentos de pele, morte de unhas e com isso, a inclinação dos pés, como defesa, provoca o surgimento de lesões articulares e musculares, devido a modificação da função mecânica para defesa da área lesada nos pés).
A escolha dos tipos de calçados, largamente falado neste site, precisa ser levada em conta, a partir de uma avaliação de um ortopedista e também de um profissional do esporte, com especialização em corridas de longas distâncias. Quando um pé necessita de uma inclinação para fora ou para dentro ou ainda, não necessita de inclinação para nenhum lado, necessário utilizar um tênis neutro.
O cansaço é fator importante na manutenção da boa pisada quando se corre longas distâncias. Se você cansar a musculatura tibial anterior, ou gastrocnêmio, por exemplo, fará movimentos na mecânica da passada, diferente daquela que esta acostumado. É necessário fortalecimento dentro de uma quantidade e intensidade, compatíveis com o tempo de recuperação dos treinamentos de corrida e do próprio exercício de fortalecimento. Então, antes de treinar exageradamente a musculação, faça uma análise se a quantidade e a intensidade são compatíveis e se as horas necessárias para descanso, tanto da corrida como dos exercícios, estão condizentes e compatíveis com a sua necessidade e possibilidade.
Distância, intensidade, tipo de piso e recuperação, são os elementos mais importantes na hora de pisar por muito tempo.
Pisar por várias horas é fácil, porém, pisar e ter que se adaptar a pisos moles (areia), buracos, água, grama, asfalto, montanhas e demais pisos, pode requerer maior habilidade do corredor. Então, antes de se aventurar, fortaleça seus membros inferiores, colocando metas alcançáveis a cada fase, o que permitirá quantificar cada investida para seu corpo.

Cada tipo de calçado para cada tipo de proposta
Subidas e descidas do Cross Country, requerem tênis aprimorados para este tipo de exigência. Percursos planos e retas requerem muito pouco, desde que o piso seja regular, você poderá utilizar tênis confortável e com pouca sola de proteção. Nos casos de provas e ou treinos em areia, é necessário um calçado menor na altura e que seja confortável e firme em seus pés, pois você notará que durante a corrida em tais terrenos, seus pés se movimentarão muito dentro do calçado, o que poderá provocar lesões por fricção (bolhas e irritação).

A escolha do tênis deverá ter cuidados do tipo
Com o aperto do cadarço (devem-se utilizar os mais largos, permitindo maior movimentação dos pés na hora da flexão do tornozelo para frente).
Dois a três centímetros de distância entre o seu último dedo do pé e a frente do calçado (observe se seus dedos são do mesmo tamanho, pois existem corredores que apresentam dedos em tamanhos atípicos).
A parte traseira do calçado não deve ser muito apertada, o que pode causar esfolamento da pele nesta região.
As laterais do calçado não devem apertar seus pés, portanto, elas devem permitir que seus pés fiquem folgados durante a corrida.
A altura do calçado deve ser o suficiente para que a pressão do dedão para cima ou outro dedo qualquer, caso ocorra, não permita forçar contra a estrutura do calçado.
O pé deve permanecer independente do calçado, durante todo o tempo de corrida.

Dica: ao colocar o tênis no seu pé, ande pela loja, sente-se e levante-se, agache-se para que sinta se há algum contato mais fricção ou de aperto em sua pele ou dos próprios pés.

Conclusão: Quem corre é o corredor. O calçado é mero coadjuvante.

 

 

Você tem dúvida sobre seus treinos de Corrida, equipamentos ou provas? Mande sua pergunta para ativoresponde@ativo.com que Miguel Sarkis poderá respondê-la!

 

Confira artigos anteriores de Miguel Sarkis:

Sua Corrida com Resultado Positivo

A Corrida e a Respiração

Correr e Vencer sem as Dores Eternas

Exercícios involuntários

Contas que não fazemos

Corrida Competitiva

Descanso x Corridas

Diferenças entre Correr e Correr Longo

A Corrida da Força e da Resistência

Quem pode correr diversas velocidades?

Recomendações para continuar a ser um ótimo corredor em 2012 

Plano de Corrida – 2ª Parte

Plano de corrida bem feito, resultado perfeito.

Corrida na polaridade certa.

Corrida, afinal, é um ótimo emagrecedor.

Suor e a relação com a corrida.

A maratona deve fazer mal aos participantes ou não

Tensão Pré-maratona.

Correr no final de ano.

Lesões em corredores: resultado da enquete.

Corrida treinamento e competição.

Sensações de um corredor.

Corrida em montanha é boa.

Você sabe como pisa?

Como deixar sua corrida mais rápida?

Emagrecimento a cavalo.

Você corre por prazer?

Você tem medo de correr?

Exercícios que ajudam o corredor.

Mal súbito e provas de rua.

Você corre tenso ou relaxado?

Meia Maratona ou Inteira?

Corrida na medida certa.

Corrida sem dor e sem culpa.

O seu rendimento na corrida caiu?

Treino x corrida longa.

A Maratona de São Paulo 2011.

Alerta sobre os calçados que machucam os pés.

Saiba se você está apto para uma Meia Maratona.

A corrida bem realizada depende de uma pessoa: você

Corrida em percurso acidentado.

Vilão e Mocinho do Inverno.

O seu melhor resultado foi o melhor?

Percepções aumentam o desempenho dos corredores.

A lesão oculta na Corrida.

Você quer correr bem?

Corrida com barriga é despreparo físico ou emocional?

Você vai correr, parece que está tudo em ordem, mas…

Respiração ofegante na corrida e caminhada.

Corrida e caminhada contra a depressão.

Andar, correr e emagrecer.

Corrida cansada, corrida descansada.

O sucesso da corrida está nos detalhes.

Quando, quanto e como fazer uma corrida rápida.

A corrida descompromissada e a saúde do atleta.

Entrou na chuva é para se molhar, mas cuide-se!

Como você pensou sua corrida?

Sua Corrida é inteligente? Confira o gabarito.

Faça o teste e descubra se sua corrida é inteligente.

Correndo por subidas e descidas.

Corrida técnica para ficar mais forte.
Qual a personalidade de seus pés?

 

Confira os artigos de 2010 de Miguel Sarkis.

 

Confira aqui no shopping ativo.com mais informações sobre o Livro A Construção do Corredor.

Clube O2

Clube O2 + Mochila de Hidratação!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao