Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Um ano após paralisação das obras, Ciclovia Tim Maia segue interditada

Quase um ano após ter suas obras paralisadas por uma liminar no Ministério Público Federal, a Ciclovia Tim Maia, localizada entre o centro e a zona oeste do Rio de Janeiro, segue sem poder ser utilizada pela população. Ela ficou marcada, em abril do ano passado, por ter desabado e vitimado duas pessoas após ondas atingirem a parte inferior da estrutura.

A Ciclovia Tim Maio tem 3,9 quilômetros e boa parte de sua estrutura suspensa à beira-mar. Em um desses trechos, uma onda de quatro metros derrubou os pilares que sustentavam a pista quatro meses após sua inauguração. As duas vítimas passavam pela ciclovia no momento da queda.

Após o acidente, a Prefeitura do Rio de Janeiro contratou a Fundação Coordenação de Projetos, Pesquisas e Estudos Tecnológicos (Coppetec) para avaliar toda a estrutura da ciclovia, do Leblon a São Conrado.

No começo de julho de 2016, a fundação indicou em perícia que vários outros trechos da estrutura estavam vulneráveis, o que causou a interdição pedida pelo MPF das obras de reestruturação.

 

Leia mais

Avenida Paulista pode ganhar ciclovia no canteiro central

Ciclistas têm medo de pedalar em BH

RJ vai ter mais bicicletários e ciclovias

 

Desde então, a população do Rio de Janeiro não pode utilizar a Ciclovia Tim Maia, que teve o custo estimado em 44,7 milhões de reais, de forma segura e ideal. Moradores dos bairros da Rocinha, Vidigal e São Conrado, que tinham na ciclovia um bom acesso ao centro da cidade, dependem da movimentada avenida Niemeyer para chegar a esses destinos, já que as outras opções são túneis sem calçadas ou ciclovias.

No último março, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA-RJ) divulgou seu parecer técnico informando, também, um processo de deterioração precoce em sua estrutura, reforçando a falta de condições de segurança para os usuários. A recomendação é que a ciclovia fique interditada pelo menos até agosto, quando termina o período de ressacas.

Calendário

Encontre um evento de bike perto de você!

Compartilhe por email!