Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Conselhos de Henrique Avancini para começar no MTB com o pé direito

Foto: Red Bull Content Pool

Da última vez em que encontramos Henrique Avancini para uma entrevista, o brasileiro mais bem colocado no ranking mundial de mountain bike XCO da UCI entregou também algumas dicas para quem quer começar a se aventurar na modalidade.

Confira o que o mountain biker tinha a dizer sobre alguns tópicos e vá para a trilha com confiança.

Dicas de Henrique Avancini para começar no mountain bike:

>> Aprender sempre:

É importante começar a pedalar MTB com a orientação de alguém mais experiente. Uma das coisas mais bacanas do mountain bike são os relacionamentos que a modalidade proporciona. Trata-se de um esporte que demanda tempo para desenvolver habilidades físicas e emocionais, e buscar a informação dos mais experientes ajuda muito a entender o processo.

É importante se manter aberto a aprender, sempre. O mountain bike não é um esporte em que você vai assistir alguns vídeos no youtube e aprender tudo, é um esporte que demanda muito tempo de prática. É muito importante ter paciência, e ir aprendendo com o processo. A evolução é lenta, mas é sempre muito perceptível – por isso que quem começa a pedalar se apaixona.

 

O ciclista carioca Henrique Avancini (Fotos: Red Bull Content Pool)

>> Primeira bicicleta

Se você quer pedalar em trilha, é preciso comprar uma mountain bike. A MTB é uma bicicleta versátil, por isso muita gente se inicia no ciclismo com um modelo destes, que aguenta tanto os trancos da trilha quanto as ruas da cidade. O grande ponto inicial é buscar uma bicicleta que esteja dentro dos seus recursos mas com bons itens de segurança, principalmente freios (um a disco é melhor do que um v-break, um a disco hidráulico é melhor do que um a disco normal…).

Também recomendo buscar uma bicicleta o mais leve possível. Existem bicicletas ‘de entrada’ (com preços menores) que são muito equipadas, para serem atraentes para o consumidor, mas não são bicicletas tão funcionais. O fabricante põe coisa demais, como full suspension, peças que são mais estéticas do que eficientes, e comprometem muito o peso da bicicleta. Minha dica é buscar um modelo que seja visualmente mais simples.

 

>> Equipamentos

O mountain bike oferece riscos, então minha primeira dica é nunca pedalar sem capacete. Não é feio nem motivo de vergonha usar capacete. Digo até que usar o capacete é mais importante do que usar a bicicleta. Antes de comprar a bicicleta, compre o capacete.

Outros itens de segurança que têm uma função importante são os óculos e as luvas. Sua mão vai suar, e a luva te dá um controle maior da bike. Os óculos são fundamentais pois é muito fácil ser atingido por um inseto, pedra ou poeira, e isso pode comprometer momentaneamente sua visão, o que pode gerar acidentes. Mas reforço que o capacete é o item primordial, é o que não pode faltar.

A roupa de ciclismo é desenvolvida especialmente para isso. O corte das peças, o material e as proteções são pensadas para a prática do ciclismo, para a posição do corpo na bicicleta. Se possível, comece a pedalar já com a roupa adequada, se não a primeira experiência pode ser traumática, pode machucar e causar desconfortos que não são necessários.

 

>> Primeira experiência no MTB

A primeira experiência no MTB pode não ser tão prazerosa, principalmente quando não se está acostumado com os movimentos – assim como em qualquer tipo de exercício. Se você já tem alguém para te orientar em coisas como execução, posicionamento e quais são os lugares legais para pedalar na sua cidade, isso vai te ajudar muito. Normalmente pessoas que pedalam são pessoas que desenvolvem esse senso de compartilhamento, então não é difícil achar um parceiro de pedal, por menor que seja a sua cidade. Sempre vai ter alguém lá que tope ir pedalar com você.

>> Habilidades para quem já está pedalando na trilha

As primeiras habilidades que precisam ser desenvolvidas no MTB são aquelas que podem te tirar de problemas: pequenos saltos (para a transposição de valetas, pedras, etc) e frenagem eficiente. Vale começar saltando em baixas velocidades, e, conforme for pegando confiança no movimento, ir aumentando. Quando se tem uma consciência de frenagem mais nítida, é possível driblar vários obstáculos. 

Sugiro que, em baixa velocidade, a pessoa comece a brincar um pouco com os freios e explorar suas possibilidades, jogar a roda traseira para um lado e para o outro, para te dar noção de tempo de frenagem e do peso, e do que você pode fazer com a bicicleta para te tirar de uma situação de perigo: uma curva em que você errou a tomada, um animal que entrou na trilha, um galho caído no meio do caminho.

No MTB, as pessoas costumam ter uma preocupação muito pesada com o lado físico, de ficar mais rápido e mais forte. Mas, como no ciclismo como um todo, é melhor desenvolver seu posicionamento, sua técnica de pedalada e pilotagem, pois são coisas que ficam para sempre, mesmo em uma performance descontraída. Se você dá atenção a isso no começo, é um ganho que você tem e que fica para sempre lá.

 

Leia mais

Henrique Avancini: fé no poder da bicicleta e sucesso no MTB

Jogo de corpo: aprenda como se posicionar na bike para vencer obstáculos

Confira 10 dicas para iniciantes nas trilhas de MTB

Calendário

Encontre um evento de bike perto de você!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!