Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Henrique Avancini encara a Copa do Mundo de MTB

Com quebra de dois recordes para o Mountain Bike brasileiro e importantes resultados conquistados em 2017, Henrique Avancini, 28, encara agora a Copa do Mundo de MTB. Após destacar a temporada anterior como ‘um grande marco na carreira’, o ciclista fluminense busca elevar o ritmo na abertura da competição, neste sábado (10), na África do Sul, com transmissão ao vivo pela internet.

 

Henrique Avancini na Copa do Mundo de XCO em 2017
Henrique Avancini pedala na Copa do Mundo de XCO em Andorra em 2017 (Fotos: Divulgação Red Bull Content Pool)

 

“Não mudei muito minha preparação em relação a 2017, mas aperfeiçoei bastante coisa. A minha ideia é refinar cada vez mais o que já tenho para futuramente incrementar com alguma alteração mais agressiva”, comenta Avancini, que em 2017, foi Top 5 no Campeonato Mundial e alcançou um Top 10 na etapa da Copa do Mundo em Andorra, as melhores marcas da história do País nas competições.

Cross-country

Diferentemente dos últimos anos, a modalidade Cross-Country Olímpico abrirá a temporada e, pela primeira vez, Stellenbosch , na África do Sul, receberá a elite da categoria. A região respira o Mountain Bike e possui trilhas com dezenas de quilômetros para a prática do esporte.

Com relação à pista, serão aproximadamente 5 km de extensão, com 180 metros de altimetria acumulada por volta. A primeira parte do circuito é coberta por árvores, enquanto a segunda é mais aberta.

E os desafios de Henrique não param por aí. Por conta de uma forte seca que assola a região, as temperaturas estão altas e a umidade baixa, o que pode ocasionar trechos de poeira extrema, dificultando a visibilidade dos atletas. Além disso, o nível dos competidores aumenta a cada ano. Na visão de Avancini, o suíço Nino Schurter, lenda do esporte, ainda desponta como favorito, mas algumas surpresas podem aparecer ao longo do ano.

Em termos de rivais, acredito que o grande nome continua sendo o Nino. No ano passado, ele venceu todas as etapas da Copa do Mundo e o Campeonato Mundial também. Possivelmente, veremos a transição para novos nomes no Top 10, e poderemos ter a consolidação de expoentes como Anton Cooper, Sam Gaze e talvez Jordan Sarrou”, analisou o ciclista.

“No ano passado tive uma boa temporada, principalmente pelo Campeonato Mundial. Não acredito que eu seja um atleta marcado [pelos outros atletas], mas com certeza estou no radar agora”, completa.

Feminino

Na categoria feminina, com participação da brasileira Raiza Goulão, a disputa promete ser tão acirrada quanto à masculina. A ucraniana Yana Belomoina é a grande favorita, mas a dinamarquesa Annika Langvad, a canadense Catharine Pendrel e a francesa Pauline Ferrand-Prévot também estão de olho no topo do pódio. Por conta de uma lesão na clavícula, a suíça Jolanda Neff está fora de ação.

Ao vivo

O público brasileiro poderá acompanhar todas as emoções da competição ao vivo, pela Red Bull TV a partir desta sexta-feira (9). No sábado, as transmissões começam desde às 7h (horário de Brasília).

Além do site (redbull.tv), é possível ver a Red Bull TV pelo aplicativo, disponível para os sistemas Android, iOS e Windows Phone. 

Calendário

Encontre um evento de bike perto de você!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!