Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

O que você pode aprender com Henrique Avancini sobre preparo mental (para todos os esportes)

Foto: Divulgação Cannondale

Campeão mundial de mountain bike, Henrique Avancini tem no preparo mental um de seus grandes trunfos para as competições. Para ele, que estreia na Copa do Mundo de MTB XCO em Albstadt este fim de semana, o esporte está longe de ser apenas diversão, mas atletas amadores (ávidos por performance ou não) podem se beneficiar com algumas lições do carioca.

“O desenvolvimento psicológico é muito importante e parte essencial do treinamento para performar melhor. É preciso focar em como tirar o melhor do equipamento que se tem e do seu desempenho com ele. Se dedicando a isso e a como performar melhor com ele, o atleta terá mais segurança, foco e, consequentemente, um resultado melhor”, defende o atleta.

Para Avancini, o aprofundamento desse trabalho começou em 2013, quando passou a perceber o quanto a mente influenciava o desempenho nos treinamentos e competições. Uma das principais lições aprendidas neste período de trabalho ao lado de psicólogos e treinadores é o autoconhecimento.

Para os atletas amadores, isso pode significar saber interpretar os sinais que o corpo e a mente dão ao longo dos treinamentos e das provas. E assim já ter na cabeça alternativas para driblar possíveis problemas, ou elevar o rendimento quando necessário.

“Tive um longo caminho até me tornar o ciclista que sou hoje. Com o tempo, aprendi a usar minha experiência e meu histórico profissional para poder melhorar meu desempenho e me conhecer melhor psicologicamente”, explica.

Outro fator fundamental para o desempenho de Avancini, diz ele, é conseguir se divertir em cima da bicicleta. Esse fator, aparentemente simples, muitas vezes é esquecido por corredores, ciclistas e triatletas amadores, que, ávidos por alcançar suas metas, acabam tirando o prazer da atividade.

“Isso para mim é mandatório. O ciclismo é mais que minha profissão. É meu estilo de vida e para ser sustentável, é preciso que se tenha prazer. É importante entender que levar as coisas com seriedade, não quer dizer que não se tenha satisfação”, diz Henrique Avancini.

Leia mais

Henrique Avancini: a mistura exata entre agressividade e calma

Endörfina Podcast 65 - Entrevista com Henrique Avancini

Ciclista é atacado por vaca em prova de MTB no Tocantins

Quando a competição vai chegando, no entanto, o campeão mundial vai mudando seu estado mental, técnica que amadores de todos os esportes podem replicar.

A ideia aqui é ficar mais focado e concentrado no objetivo, bem diferente de ansioso. E na hora que a largada é dada, o ambiente pode ser um estímulo, não um adversário.

“Não tento bloquear o que está ao meu redor. Tudo que acontece ali é importante para a minha performance. Com a maturidade, percebi que os dias de competição são a chance que eu tenho de ser uma pessoa diferente do que eu sou. Uso meu instinto e a adrenalina a meu favor. É uma sensação super intensa e profunda, e acho que é por conta dela que amo tanto competir e fazer o que eu faço”, ensina.

Quer saber mais sobre a preparação de Avancini para seus desafios? Acompanhe a série Se Prepara, feita pela Red Bull.

Calendário

Encontre um evento de bike perto de você!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!