Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

Ciclista amador é flagrado com motor escondido em bicicleta na França

Um ciclista amador, de 43 anos, foi flagrado com um motor escondido no quadro de sua sua bicicleta, neste fim de semana, na França. O atleta, que não teve sua identidade divulgada, já estava na mira da agência nacional antidoping do país por ter demonstrado desempenho muito superior ao esperado na subida de colinas, em uma prova no último dia 24.

A bicicleta com motor escondido foi descoberta em uma operação dos organizadores do Grande Prêmio de Saint Michel de Double com a ajuda de representantes da AFLD (Agência Francesa de Luta Antidoping) e do ex-profissional, Christophe Basons.

O promotor da região de Périgueux, Jean François Mailhes, explicou que o ministério público francês foi avisado por um funcionário da AFLD da suspeita de trapaça por meio de um sistema elétrico na bicicleta. O ciclista foi interrogado pela polícia, em parte para estabelecer a premiação em dinheiro que ele ganhou usando o motor proibido. Ele deve enfrentar uma acusação de fraude pelo caso.

Motor escondido
Motor escondido na bicicleta de atleta francês

 

Leia mais

Jogo de corpo: aprenda como se posicionar na bike para vencer obstáculos

A mancha do doping

5 dicas de recuperação pós-treino para ciclistas

 

Este foi o primeiro caso de  doping mecânico descoberto na França, mas o problema já foi visto em outros países. Em 2016, a belga Femke van den Driessche se tornou a primeira ciclista profissional suspensa pela UCI por usar um motor escondido em sua bicicleta – ela foi flagrada com o artifício ilegal durante o Campeonato Mundial de ciclocross de 2015. Ela era campeã nacional e europeia sub-23 da modalidade e teve seus títulos cassados.

 Na Itália, o único registro de um caso semelhante é de um amador de 53 anos descoberto por usar um motor em uma prova amadora.  

Calendário

Encontre um evento de bike perto de você!

Compartilhe por email!