Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Dicas de como tratar ou evitar assaduras durante o pedal

Foto: icebike.org

As famosas assaduras durante o pedal são bem comuns. O movimento repetitivo ao pedalar, combinado com o suor da pele, muitas vezes pode causar atrito em algumas regiões do corpo do ciclista, ocasionando desconforto, prejudicando a performance e até mesmo fazendo necessário se afastar da bike temporariamente até que a lesão seja curada. A região que mais sofre com esse problema costuma ser a da virilha, principalmente em mulheres e homens com pernas mais grossas. Esse tipo de atrito é ainda favorecido por um selim inadequado, um bike fit malfeito ou mesmo pela utilização de roupas impróprias para pedalar.

Assim, depois do pedal, ao aparecem as assaduras e aquela sensação de ardência, deve-se tratá-las adequadamente para que não evoluam para feridas mais graves. “Assaduras durante o pedal são muito comuns no início da prática do ciclismo. Os treinos em geral são longos e a permanência por várias horas na mesma posição pode aumentar as chances de assaduras na virilha e na parte interna das coxas”, explica o médico e ortopedista Sérgio Mauricio, que também é ciclista e membro da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte e Exercício. A seguir, ele dá algumas dicas de como tratar ou prevenir as assaduras durante o pedal.

CAUSA
Na maior parte dos casos, as feridas ocorrem por conta do atrito causado entre o selim e a perna ou virilha no movimento repetitivo do pedal. A fricção acaba gerando uma inflamação cutânea e vermelhidão, que pode arder, sangrar ou até descamar. A umidade excessiva na região por conta do suor aumenta a abrasão por causa da eliminação de sais (principalmente o sódio). Com o atrito, também aumenta a possibilidade de assaduras.

DIAGNÓSTICO
O diagnóstico é bem simples, já que as assaduras apresentam aquela vermelhidão bem característica na pele, que pode ser acompanhada da sensação de ardência e/ou dor na região afetada.

 

Leia mais

Ajuste do selim: os problemas quando mal feito e como resolvê-los

Depilação no ciclismo: 5 motivos para fazer (ou não)

Sente dor no joelho ao pedalar?

 

TRATAMENTO
Antes de qualquer coisa, é importante manter uma boa higiene no local afetado. Procure lavar com água e sabonete, e também limpe usando um antisséptico para prevenir qualquer tipo de infecção. O tratamento para feridas e assaduras causadas pela abrasão da pele pode ser feito com a utilização de pomadas tópicas, que favorecem a cicatrização e evitam a proliferação de bactérias, já que a descamação da pele torna a região suscetível a infecções. A indicação da pomada a ser utilizada deve ser feita sempre por um médico ou farmacêutico.

PREVENÇÃO
Para prevenir, valem algumas dicas básicas:

• Na hora de escolher um selim, leve em conta seu tipo físico (tamanho do quadril e pernas, principalmente) e qual uso fará da sua bike (passeio, transporte, cicloturismo ou esporte).
• Procure um profissional de bike fit para ajustar corretamente sua bike, mantendo o selim numa altura adequada, assim como as outras variáveis do cockpit.
• Utilize roupas adequadas à prática do esporte, que sejam de tecido respirável e que evitem a abrasão com a pele.
• Bermudas de ciclismo (com forro acolchoado) são as mais indicadas para a prática, mas tome cuidado com a higiene do forro. Mantenha-o limpo e somente utilize a bermuda quando ele estiver seco, pois a umidade favorece o desenvolvimento de bactérias que podem contribuir para assaduras e infecções de pele.
• Uma boa dica é também utilizar um creme antiassaduras (chamois butter) nas regiões de mais atrito, o que certamente aliviará o incômodo durante a pedalada e evitará a ocorrência de feridas.

Calendário

Encontre um evento de bike perto de você!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!