Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Dicas para melhorar a técnica de descida na estrada

Para os ciclistas, a descida é certamente um dos momentos mais empolgantes do esporte, que envolve muita velocidade, técnica e sangue-frio estrada abaixo. Para conseguir reunir esses três elementos, valem algumas dicas que vão ajudar você a melhorar a técnica de descida na estrada de bike.

Cautela

A descida leva o ciclista a explorar os limites da velocidade, por isso, em qualquer situação, é preciso ter cautela. Pedalar rápido é diferente de ser imprudente, portanto não se deve assumir riscos desnecessários. Nunca deixe a emoção da descida tomar conta de você, lembrando que é sim possível vencer uma corrida na descida, mas é muito mais fácil levar um tombo e colocar tudo a perder.

Aerodinâmica

Quando se está acima de 60 km/h, a melhor maneira de ganhar velocidade não é pedalando, mas sim adotando a posição mais aerodinâmica possível na bike. Para isso, segure na parte de baixo do guidão e abaixe o tronco até quase encostar o peito no avanço (ou mesa). Para ganhar ainda mais aerodinâmica, adote essa postura sentado no tubo superior. Porém, é preciso muita experiência e cuidado nessa posição, pois a bicicleta fica extremamente instável e o controle é prejudicado.

 

Leia mais

Como ganhar mais aerodinâmica na bike

Qual o melhor custo-benefício para tornar a bike mais veloz?

Como treinar em subidas curtas para encarar as longas

 

Aderência

Para contornar curvas e frear, a bike depende do atrito dos pneus com o asfalto. Por isso, invista nos modelos mais aderentes e escolha os mais largos, como os de 25 mm, com compostos específicos para corrida. A utilização de pneus mais largos já é uma realidade no ciclismo mundial. Embora tenha baixa durabilidade, esse tipo de pneu proporciona maior grip (aderência) para o ciclista.

Autoconsciência

Seguir as tangências e os pontos de frenagens de outros ciclistas pode parecer uma boa ideia, mas nem sempre. Isso porque cada descida é peculiar, assim como cada ciclista, o que altera a maneira de descer. As diferenças de geometria e distribuição de peso no conjunto bike/atleta interferem diretamente na forma de atacar as curvas. Por isso é fundamental ter consciência do seu corpo, do seu estilo de pilotagem e do seu equipamento. Afinal, bike e ciclista devem estar sincronizados, formando um só corpo.

Por Gustavo Figueiredo

Clube O2

Faça parte do Clube O2 e leve uma Mochila de Hidratação!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!