Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Corrida de montanha: com que tênis eu vou?

Na hora de escolher o tênis ideal para praticar corrida de montanha começam as dúvidas: “Devo usar um com travas ou com o solado com mais ranhuras? Algum que seque rapidamente?”. Diferente da superfície lisa encontrada na corrida de rua, as trilhas sofrem com a ação intensa da natureza, o que resulta em terrenos acidentados, cheios de folhas, pedras e angulações diferentes no solo. Como na corrida de montanha as condições são imprevisíveis e o corredor não sabe no que vai pisar, é necessário um solado que se adapte ao terreno e garanta proteção, amortecimento e suporte. Siga as dicas abaixo para acertar na escolha.

1. O calçado voltado para a corrida de montanha deve ter uma combinação de elementos que transformem o solado adaptável ao meio. Lá, você vai encontrar diferentes terrenos pela frente e precisa ter estabilidade na passada para que a corrida seja confortável e segura.

2. Preze pela leveza dos tênis. Como muitas vezes você é obrigado a passar por riachos, os tênis ficam encharcados, o que os deixa mais pesados e faz com que as suas pernas sintam a diferença durante a corrida. Assim, quanto mais leve ele for, menos impacto você sentirá.

3. Opte por pisantes que tenham travas de borracha para melhorar o grip em todas as circunstâncias de clima. Isso também fará com que você não escorregue ao pisar em uma pedra, por exemplo.

4. As ranhuras na parte central do solado também são importantes e fazem com que você se adapte aos terrenos irregulares que terá de enfrentar na corrida de montanha.

5. Conforto é primordial. Você vai passar horas com os pés nos tênis. Cada quilômetro na montanha é sempre mais complicado que aquele percorrido na rua. Um modelo que não é adequado ao formato dos seus pés só vai prejudicá-lo.

6. Escolha o modelo que esteja dentro do seu perfil de corredor. Os iniciantes na montanha ou aqueles mais pesados devem optar por modelos mais estruturados, com solado mais alto e com mais amortecimento. Os modelos minimalistas, de perfil baixo, são recomendados apenas para os corredores leves e experientes na corrida de montanha, com uma base prévia de alguns anos de treino.

7. O atleta de montanha precisa ter algumas opções de tênis no armário. Para uma prova com trilhas muito técnicas, o calçado deve possuir mais cravos no solado e uma estrutura superior (peito do pé e dedos) que proteja contra pedra, galhos, espinhos, mato… Aliás, o tecido dessa parte do tênis deve ter uma malha mais fechada e densa. Solados cravados também são essenciais para provas em terrenos úmidos e lamacentos.
Já em provas com trilhas mais abertas e menos técnicas, como em estradas de terra batida, o corredor deve optar por modelos com menos cravos e malhas mais leves.

8. Grande parte dos corredores de trilha usam calçados maiores do que os de rua (meio número ou até um número maior). A razão são as meias grossas e os pés que incham com mais facilidade por causa das longas quilometragens. Mas atenção: o calçado não deve dançar nos seus pés.

(Fontes: Rodrigo Barreiros, gerente de calçados da Mizuno, Mirlene Picin, atleta de trail run e de esqui cross country)

Calendário

Encontre um evento de corrida perto de você!

Clube O2

Escolha seu Óculos HB + 6 MESES Grátis de Clube O2!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!