Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Corrida e turismo: por que correr em Floripa

A estilista Helaine Leandro se encantou com a corrida em Florianópolis, em 2015, durante uma viagem com o namorado. Correr em Floripa sentindo a brisa do mar e de olho em praias estonteantes foi um gatilho para que o esporte passasse a ser um estilo de vida para esta moradora de Guarulhos, na Grande São Paulo. O namoro e o sobrepeso de Helaine ficaram pelo caminho, mas a paixão pela corrida e por Floripa é definitiva. Não à toa, ela escolheu a capital catarinense como palco de sua primeira meia-maratona, em junho deste ano.
 
Satisfeita com o que encontrou na meia-maratona dos 42K de Floripa, Helaine já faz os planos para voltar ao evento, desta vez para o trajeto mais longo. Casos de pessoas que unem a corrida ao turismo são cada vez mais comuns. Na primeira edição dos 42K de Floripa, 9.500 dos 12 mil participantes eram turistas. A chance de curtir o “maraturismo” é um dos apelos mais fortes da prova.
“Eu quero correr minha primeira maratona lá. Indico Floripa para todo mundo. Mesmo ficando pouco tempo, só três dias, minha experiência foi perfeita. Comi bem, passeei por lugares lindos e tive um percurso maravilhoso. Foi ótimo”, avalia Helaine.
 
Para que a sua experiência seja tão positiva quanto a de Helaine, o Ativo listou quatro atrações da Ilha da Magia para curtir no feriado de Corpus Christi em 2019. Confira:
 
1. Dunas da Praia da Joaquina
 
Você já se arriscou no sandboard? O esporte consiste em descer dunas de areia utilizando uma prancha e tem raízes catarinenses. A modalidade foi criada por surfistas de Floripa nos anos 1980 como forma de treinar quando o mar não tinha boas ondas.
 
O sandboard foi adaptado para os turistas na Joaquina, já que também é possível descer as dunas sentado sobre a prancha. A vista das dunas é de tirar o fôlego e o preço do aluguel de uma prancha é acessível (R$ 20 por uma hora).
 
2. Mercado Público de Florianópolis
 
Após o fim de um logo período de reformas, o Mercado Público de Florianópolis ganhou cara nova no segundo semestre de 2015. Desde então, atrai turistas por ter duas alas com clima de Biergarten, termo que, em alemão, remete a um amplo jardim a céu aberto onde as pessoas curtem boas bebidas e comidas.
 
O local é rico em bares com cervejas artesanais e petiscos. Não perca a oportunidade de provar os peixes locais. Para não correr o risco de dar de cara com os portões fechados, veja na página oficial no Facebook os horários e datas em que o Mercado está aberto.
 
 
3. Costa da Lagoa
 
Embora seja um passeio pouco conhecido, a ida à Costa da Lagoa não costuma decepcionar. Pagando de R$ 10 a 15 por uma passagem de ida e volta, você sobe em um barquinho de madeira e vai até a margem interior da Lagoa de Conceição.
 
O lugar é remoto e conta com cerca de 15 restaurantes à beira-mar que servem belos peixes. Entre uma garfada e outra, você desfruta do contato com a natureza e conhece as raízes açorianas da comunidade. Há a opção de fazer uma trilha que termina em uma cachoeira.
 
4. Trilhas
 
Floripa é um prato cheio para quem gosta de aventura. Se você, além da corrida de rua, gosta de trilhas, tem um bom motivo para confirmar a sua visita. Além da trilha da Costa da Lagoa, as mais recomendadas são as da Lagoinha do Leste, da Praia do Gravatá, da Praia dos Naufragados e as piscinas naturais da Barra da Lagoa. Seja qual for a que você escolher, certamente terminará o passeio compreendendo por que a cidade é chamada de Ilha da Magia.
excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!