Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

A importância do descanso

Tão importante quanto a alimentação e os treinamentos, o descanso deve fazer parte da vida de qualquer corredor, seja ele amador ou profissional. Mesmo que a empolgação após uma boa prova ou um treinamento produtivo seja grande, é essencial que o atleta saiba dedicar um tempo entre suas atividades para a regeneração.

“Eu considero o descanso um dos grandes segredos da melhora dos resultados nos treinamentos e provas. O efeito aparece após o estímulo, quando o corredor dedica pelo menos um dia de sua semana para o repouso total ou regenerativo”, fala Emerson Bisan, diretor técnico da Nova Equipe Assessoria Esportiva.

Para Raul Santo de Oliveira, fisiologista e médico do esporte, assim como em outros esportes, a corrida também exige a recuperação total do corpo. “O descanso tem que fazer parte da rotina de todo atleta. Por exemplo, no futebol, no dia seguinte a uma partida, os jogadores fazem apenas hidromassagem, junto de exercícios bem leves, para que não haja um desgaste excessivo”.

Ganhos fisiológicos

A importância do descanso não está só em “poupar” os músculos. Com ele, o atleta ganha em força e velocidade. “O exercício físico é sempre uma agressão ao corpo. Com ele o atleta sofre microlesões e acumula ácido láctico. O repouso permite que o corpo seja realinhado e, assim, há uma supercompensação, fazendo com que o atleta fique mais forte”, afirma Oliveira.

Para o treinador Nelson Evêncio, diretor técnico da Nelson Evêncio Assessoria Esportiva, é no momento pós-desgaste que o atleta passa a ganhar fisicamente. “É fundamental que haja o momento de recuperação, principalmente quando há um desgaste muito grande. É nesse período que há evolução, porque senão o atleta só acumula desgaste e pode sofrer com lesões”.

Como fazer

Quando falamos em descanso a primeira coisa que vem a mente é não fazer nenhum tipo de esforço físico. Porém, para os especialistas, o repouso ativo pode ser, em alguns casos, até mais produtivo do que a pausa total.

“O repouso ativo pode ser feito diminuindo-se a intensidade do treinamento, dando um trote mais leve, até mesmo dentro do treinamento. Uma massagem ou alongamento são bem produtivos para o corredor”, fala Bisan, que completa. “Mas claro que isso depende do nível que o atleta está. Se for um iniciante em corridas a repouso total é também bem-vindo”.

“Eu recomendo que o descanso seja feito um dia sim e um dia não durante o treinamento. Não que o corredor precise parar de correr, mas o ideal é que, depois de um dia com um treino muito puxado, no dia seguinte o corredor diminua um pouco o ritmo, para que o corpo volte a normalidade fisiológica”, completa o fisiologista.

Calendário

Encontre um evento de corrida perto de você!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!