Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Devo ir ao médico antes de começar a correr?

É fato que a corrida é um dos esportes mais democráticos que existe. Basta calçar os tênis e sair treinando que parece estar tudo certo. Mas não é bem assim. Muitos pensam que visitar um especialista antes de investir nas passadas não passa de bobagem. O novato precisa fazer alguns exames físicos para receber o aval de seu médico e, só assim, se aventurar pelas ruas.

leia-mais-cinza
icon texto_menor EXAME PODE AJUDAR A PREVENIR LESÕES NAS ARTICULAÇÕES 
icon texto_menor DICA DO ESPECIALISTA: FORÇA MUSCULAR PARA A CORRIDA 
icon texto_menor MÉDICO ALERTA INICIANTES CONTRA LESÕES 

Alguns casos são ainda mais sérios e precisam de cuidado especial. Caso você esteja sedentário a mais de um ano, tenha mais de 65 anos, algum problema cardíaco, diabético, acima do peso, fume ou seja ex-fumante, as recomendações médicas antes dos treinos são ainda mais importantes. Isso porque as chances de surgirem obstruções coronarianas são grandes, o que aumenta a possibilidade de ocorrer um mal súbito ou enfarte durante as suas corridas.

Outro fator que faz com que a ida ao consultório se torne essencial é o objetivo que você tem com a corrida. De nada adianta ter o sonho de ser maratonista se os seus joelhos não estão na melhor forma física. Você não poderá submetê-los a impactos grandes por muito tempo e o seu objtivo-alvo cairá por terra. Saiba que apenas o clínico poderá definir se as suas metas são viáveis e condizentes com o seu estado de saúde.

Além disso, com o acompanhamento constante de um especialista é possível melhorar sua performance, pois pontos como o uso da suplementação correta e a frequência cardíaca ideal podem ser definidos de forma precisa, sendo mais fácil ganhar rendimento.

Em quais exames investir?
Existe uma batelada de análises pelas quais você deve passar antes de iniciar os treinos. Desde exame de sangue, que vai mostrar até o nível de lactato no seu organismo, até eletrocardiograma em repouso, durante a atividade física e na recuperação.

No entanto, o que não pode faltar de forma alguma no pedido médico dos corredores é o teste de esforço, também conhecido como teste ergoespirométrico. Feito em uma esteira, ele descarta problemas cardiovasculares latentes que possam surgir ao se exercitar, avalia o seu nível de aptidão física atual e o comportamento cardíaco quando em esforço físico máximo. Desta forma, é possível detectar alterações orgânicas que possam ser fatores limitantes ou de atenção durante a prática esportiva. Mais: o exame fornece dados importantes para o rendimento dos apaixonados por passadas, como o consumo máximo de oxigênio (VO2 máx.), limiares aeróbio e anaeróbio, frequências cardíacas e gasto calórico correspondentes, que são essenciais para otimizar o aproveitamento cardiovascular, definindo precisamente a zona alvo para obtenção de melhores resultados.

Realizada toda essa pesquisa de saúde, você pode dar início aos treinos. Mas não abandone o seu médico. Ao correr com regularidade é preciso agendar consultas a cada seis meses.

(Fontes: Ronaldo Arkader, endocrinologista especializado em medicina esportiva, e David Homsi, especialista em fisioterapia esportiva, ambos do MYOLAB Medical) 

Calendário

Encontre um evento de corrida perto de você!

Clube O2

Clube O2 + Mochila de Hidratação!

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!