Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Correr à noite não prejudica o sono, aponta estudo

Dormir bem é um dos principais atalhos para um bom rendimento nos exercícios físicos. O que costuma gerar polêmica é a interferência da atividade física noturna no sono, já que existe uma crença de que correr à noite deixa o corpo e a mente agitados, prejudicando as horas de descanso.

Um estudo realizado em 2015 por pesquisadores da Universidade de La Coruña, na Espanha, ajuda a desmontar a ideia de que, para dormir bem, um atleta deve treinar obrigatoriamente durante o dia.

 

Leia mais

Viciados em endorfina: o poder de transformação da corrida

6 coisas para não fazer antes de correr

Mantras de corredor: dicas de treinamento para corrida de rua

 

Os cientistas espanhóis analisaram o sono de nove voluntários, que se exercitaram durante duas semanas às 17h ou às 21h. A terceira semana de testes serviu como controle e, portanto, não teve exercícios físicos. Em todos os experimentos físicos, os voluntários correram durante 20 minutos.

Os resultados das duas semanas de exercício, em comparação à semana de controle, indicam que não há mudanças significativas na qualidade e na quantidade de horas do sono noturno. Houve, entretanto, uma alteração na atividade cardíaca, que aumentou nas semanas de exercício, porém voltou ao normal depois.

Embora os resultados dos exames não tenham apontado nenhuma anormalidade, os voluntários relataram que, com os treinos noturnos, tiveram um sono de qualidade inferior.

Clube O2

Escolha já seu Frequencímetro!

Compartilhe por email!