Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Correr uma maratona ajuda a rejuvenescer as artérias, diz estudo

Foto: Shutterstock

Um estudo realizado pelo Instituto Barts Health NHS e pela Universidade de Londres apontou que indivíduos que correm pela primeira vez uma maratona desenvolvem um sistema circulatório e artérias mais jovens. Além do rejuvenescimento vascular, correr reduz o risco de infarto e de AVC, diminui a pressão arterial e o enrijecimento das artérias – vasos responsáveis por transportar oxigênio para todo o corpo.

Na pesquisa, 138 atletas com média de 37 anos de idade, considerados saudáveis, foram submetidos a testes de pressão arterial antes e após 6 meses de treinamento para a Maratona de Londres. Durante a avaliação, as artérias ficaram menos rígidas e a pressão arterial abaixou. Ou seja, o enrijecimento da aorta foi reduzido, diminuindo sua ‘idade’ relativa em quatro anos.

Além disso, os indivíduos do sexo masculino mais velhos e lentos na prova foram os que apresentaram maiores taxas de rejuvenescimento das artérias.

“Os benefícios do exercício são inegáveis. Manter-se ativo reduz o risco de sofrer um ataque cardíaco ou derrame e reduz suas chances de morte precoce”, diz Metin Avkiran, integrante da BHF (British Heart Foundation).

Com isso, a BHF recomenda que as pessoas façam no mínimo 150 minutos de exercícios moderados, como caminhada e ciclismo ou 75 minutos de exercícios intensos, como corrida e futebol.

Leia mais

Ranking mostra as tendências fitness de 2020

Calendário de corridas do Rio de Janeiro 2020: Sol, Estações e Rio S-21K

Síndrome compartimental crônica, a lesão típica de corredores

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!