Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Etapa infantil do Circuito da Caixa: fotos estão no ar

 Cerca de 750 crianças e jovens, entre 4 e 15 anos, agitaram o Clube Hípico de Santo Amaro, neste sábado (6/10). A manhã ensolarada, com temperatura média de 26ºC, marcou a primeira edição da etapa infantil do Circuito de Corridas da Caixa, uma das competições mais tradicionais do calendário brasileiro. O evento foi aprovado pelos corredores mirins, pais e acompanhantes e superou as expectativas. Destaque para a participação de 350 crianças de cinco entidades assistenciais de São Paulo. A equipe do ativo.com acompanhou a prova e registrou as imagens da garotada.

As crianças foram divididas por faixa etária na categoria masculina e feminina e em percursos que variavam de 50 a 800 metros. Primeiro evento infantil organizado pela Circuito da Caixa, ele poderá entrar na programação da competição que realiza provas para corredores adultos há quatro anos em diversas capitais brasileiras. Nesta temporada, são seis corridas e a quinta acontecerá neste domingo também no Clube Hípico.

-Por ser uma estréia, o evento ficou acima do que esperávamos. A participação das crianças e a felicidade dos pais nos motivam a organizar provas infantis em outras etapas do Circuito da Caixa-, analisou Hélio Takai, da HT Sports, organizador do evento.

A corrida infantil deste sábado estava recheada de atrações também fora da pista. Diversos figurantes fizeram a alegria da garotada com muita pipoca e algodão doce. No final, todos ainda puderam participar de diversas atividades culturais e esportivas montadas numa grande área gramada do Clube Hípico. Piscina de bolinha, cama elástica, pula-pula, tobogã, alpinismo inflável, desenho, pintura artística e bexiga escultural foram os destaques.

A família Lopes Vanzetto compareceu em peso ao evento. Os pais Aílton e Simone tiveram três representantes nas categorias 50 e 200 metros: Gabriela, de 10 anos, e os gêmeos Caio e Gabriel, de 5. As crianças estavam muito animadas porque queriam mostrar o resultado do treinamento elaborado especialmente pela tia maratonista Doralice Marquetti Vanzetto. -Eles estavam eufóricos e contando os dias para correr. Eles estão sendo influenciados de um modo positivo pela tia, que é apaixonada por corrida e fez questão de vir até aqui para dar uma força-, conta o pai.

Já Doralice, a mais animada do grupo, explica que o incentivo à prática esportiva é fundamental. -A corrida é uma das minhas paixões. Sou praticante há nove anos e não consigo mais parar. Este ano, vou participar pela primeira vez da Maratona de Nova York e isso será um marco na minha vida. Quem sabe os meus sobrinhos seguem os meus passos-, comenta a atleta, que se orgulha de mais de 30 troféus conquistados na categoria maiores de 50 anos.

O pequeno Pedro Petcov Neto, de 6 anos, teve sua festa particular. A mãe Gláucia e a avó Graça Petcov fizeram um show à parte e incentivaram o garoto até o último metro de corrida. -Fico muito emocionada. Acho que o esporte é muito importante na vida de qualquer pessoa e nós temos que incentivar. Essa é a segunda prova que ele participa e está adorando. Estou muito orgulhosa-, afirma a mãe. -Estou muito feliz e gostei muito. Quero correr mais vezes-, completa Pedro.

Outro destaque foi a grande participação de crianças e adolescentes de cinco entidades assistenciais de São Paulo e do programa Mais Esporte, um projeto municipal que oferece atendimento para alunos da 1.ª a 8.ª séries da rede pública de ensino e conta com o apoio da ex-atleta Esmeralda de Jesus. As instituições Atletismo em Ação do Ibirapuera e do Capão Redondo, Equipe Voz Ativa e Joerg Bruder, todas gerenciadas pelo Instituto Memorial do Salto Triplo por intermédio da Federação Paulista de Atletismo e o Projeto Arrastão, que tem parceira com a MPR Assessoria Esportiva, levaram mais de 350 crianças para o evento.

Na categoria 400 metros, para crianças nascidas em 1995 e 1996, Luís Fernando da Conceição de Freitas, de 12 anos, do Projeto Arrastão, chegou em primeiro. -Estou muito feliz por estar aqui. Essa é a primeira prova que corro e achei muito legal. Estou contente porque fiz exatamente o que o meu professor ensinou-, explica o menino que integrou um grupo de mais de 50 crianças.

O professor do projeto, Sidiel Bernardo de Souza, conta que etapa infantil da Caixa ficará marcada para sempre na mente das crianças. -Foi uma grande festa e mais uma oportunidade de socialização dessas crianças. Provas assim, complementam o nosso trabalho diário lá no Arrastão-, afirma Sidiel, que é professor do Núcleo Sócio-Educacional, que atende mais de 1.300 pessoas por dia, da região de Campo Limpo, na periferia paulistana.

Nos 800 metros, prova que encerrou o evento, o primeiro colocado foi Alex Xavier da Silva de 15 anos. Aluno do projeto Mais Esporte, ele ainda teve a companhia de outros três irmãos de 5, 7 e 13 anos. -Quero ser corredor e representar o meu país. Com o atletismo, não fico na rua e tenho todo o meu tempo ocupado. Essa corrida foi muito especial-, conta Alex, que cruzou a linha de chegada em 2min16s.

Padrinho da prova – Édson Luciano Ribeiro foi o padrinho da etapa. Integrante da seleção brasileira no revezamento 4 x 100m, medalha de prata na Olimpíada de Sydney, em 2000, ele deu a largada para as cerca de 24 baterias. No final, ele ainda distribuiu autógrafos e fotos.

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!