Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Franck Caldeira volta à São Silvestre após sete anos de ausência

Foto: Divulgação

Campeão da São Silvestre em 2006, Franck Caldeira confirmou que volta à prova de corrida de rua mais tradicional do Brasil neste ano. A última vez em que o fundista fechou seu calendário em São Paulo foi em 2010.

Aos 34 anos, Franck encontrará nas ruas paulistanas uma prova diferente daquela que conheceu anos atrás. O horário e o percurso passaram por alterações. A largada da elite, que antes acontecia à tarde, está marcada para as 9h.

“Vai ser uma reestreia. A corrida está em um horário diferente, o percurso também é diferente daquele que eu disputei”, disse. “Correr a São Silvestre é sempre um desafio: tem a questão do clima, do ritmo nas descidas e subidas, além dos trechos sinuosos. É uma prova muito técnica, e ficou mais ainda agora.”

 

Leia mais

São Silvestre promete ações "antipipoca" e mais água

Como se preparar para as subidas da São Silvestre?

Além da Brigadeiro: as dificuldades da São Silvestre

 

O corredor mineiro passou as últimas temporadas focado em maratonas, o que explica suas ausências na São Silvestre.

“Comecei a trabalhar com o Ricardo [D’Angelo, seu técnico] em 2011. Naquele momento, meu objetivo era fazer o índice para as Olimpíadas de Londres. Corri duas vezes a Maratona de Fukuoka, no Japão, que também acontece em dezembro, e não teria como correr a São Silvestre”, justificou.

Frustrado por ter ficado de fora das Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016, ele decidiu priorizar provas do calendário nacional neste ano.

“Foi difícil ficar fora dos Jogos do Rio, então decidimos inverter a programação neste ano. Aí fiz uma maratona no primeiro semestre e corri a Volta da Pampulha nos últimos dias. Vai ser muito gostoso voltar à São Silvestre, uma prova que já venci”, concluiu.

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!