Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Birhanu Legese conquista bicampeonato na Maratona de Tóquio e Chemtai Salpeter bate recorde da prova

Primeira maratona no calendário de Majors 2020, a Maratona de Tóquio foi realizada no último domingo  e contou com a presença de apenas atletas de elite por conta da epidemia de coronavírus. Aproximadamente 38 mil atletas amadores ficaram de fora da maratona.

O etíope Birhanu Legese conquistou o bicampeonato da prova, finalizando a prova em 2h04min15s e Chemtai Salpeter estabeleceu um novo recorde da prova feminina, finalizando em 02h17min45s.

No masculino, em ritmo acelerado, 16 atletas correram juntos até a marca dos 20 km. O pelotão começou a diminuir e após os 25 km já era possível observar apenas três corredores em busca da vitória, Sisay Lemma, Birhanu Legese e Mengstu Asefa.

O etíope Legese se distanciou de seu compatriota Sisay Lemma aos 38 km e seguiu em um bom ritmo para conquistar sua segunda vitória consecutiva na maratona, 33 segundos mais rápido que o tempo do ano passado e apenas 18 segundos do recorde do percurso – 2h03min58s, conquistado por Wilson Kipsang em 2017.

“O tempo estava bom, ao contrário do ano passado”, disse Legese. “Estava ventando um pouco, mas sem chuva. O tempo de 2h04min15s é muito bom. Eu pensei que poderia ter corrido mais rápido, mas estava muito vento,” completa o campeão.

A maratona contou com 17 atletas masculinos terminando antes de 2h08min. O segundo lugar ficou com Bashir Abdi, da Bélgica, com o tempo de 2h04min49s e o etíope Lemma foi o terceiro com 2h04min51s.

A corrida ainda contou com ótima colocação de atletas japoneses que com quatro corredores dentro dos 10 melhores na prova, todos com tempos abaixo de 2h08min, incluindo Suguru Osako, que manteve sua classificação olímpica ao quebrar o recorde japonês com 2h05min29s em quarto lugar.

No feminino, a israelense Lonah Chemtai Salpeter, que fez sua estreia em Majors, venceu a prova em 2h17min45s. Com isso, além de conquistar seu recorde pessoal e do percurso – o antigo era de Sarah Chepchirchir, 2h19min47s, conquistado em 2017 – quebrou também o recorde israelense.

Salpeter
Lonah Chemtai Salpeter vencedora da prova

Salpeter se afastou da segunda colocada Birhane Dibaba após o km 35 e abriu uma diferença de 50 segundos nos quilômetros finais. A campeã finalizou com quase três minutos de diferença da vencedora do ano passado, Ruti Aga que à época fez 2h20min40s.

O segundo lugar ficou com a etíope Dibaba, que também terminou abaixo do recorde anterior da prova, finalizando em 2h18min35s. E Asefa Kebede, também da Etiópia, foi a terceira com 2h20min30s.

Meia Maratona de Paris cancelada

A Meia Maratona de Paris marcada para o último domingo também foi cancelada devido à epidemia do coronavírus. O cancelamento ocorreu um dia antes, no sábado, da prova. Cerca de 44 mil atletas estavam inscritos.

Leia mais

Resultados 

Elite masculina

1 Birhanu Legese – Etiópia – 2h04min15s

2 Bashir Abdi – Bélgica – 2h04min49s

3 Sisay Lemma  – Etiópia – 2h04min51s

4 Suguru Osako – Japão – 2h05min29s

5 Bedan Karoki – Quênia – 2h06min15s

6 El Hassan El Abbashi – Bahrein – 2h06min22s

7 Asefa Mengstu – Etiópia – 2h06min23s

8 Ryu Takaku – Japão – 2h06min45s

9 Daisuke Uekado – Japão – 2h06min54s

10 Toshiki Sadakata – Japão – 02h07min05s

Elite feminina

1 Lonah Chemtai Salpeter – Israel – 2h17min45s

2 Birhane Dibaba – Etiópia – 2h18min35s

3 Asefa Kebede – Etiópia – 2h20min30s

4 Selly Chepyego – Quênia – 2h21min42s

5 Tigist Girma – Etiópia – 2h21min56s

6 Azmera Gebru – Etiópia – 2h22min58s

7 Senbere Teferi – Etiópia – 2h25min22s

8 Shitaye Eshete – Bahrein – 2h27min34s

9 Shure Demise – Etiópia – 2h27min42s

10 Haruka Yamaguchi – Japão – 2h30min31s

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!