Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Mais água nas cataratas

Por Daniel Braz, de Foz do Iguaçu

Neste domingo, dia 5 de julho, mais de mil corredores se reuniram em Foz do Iguaçu, Paraná, para aguardar a largada da 3ª Meia-maratona das Cataratas do Iguaçu. A chuva já caia sobre os corredores e sol ainda não havia aparecido quando, às 7h30min, foi dada a largada para a elite feminina. Dez minutos depois os homens e a categoria geral partiram rumo aos 21 km da prova, que tem mais da metade de ser percurso dentro do Parque Nacional do Iguaçu, onde estão localizadas as Cataratas do Iguaçu, o cartão-postal da cidade.

Entre os corredores da elite, o alto nível técnico na prova chama a atenção. Na prova feminina, estavam presentes Marily dos Santos que, entre outros títulos, venceu o campeonato Ibero-americano no Uruguai, Marizete Moreira dos Santos, atual campeã da Maratona Internacional de São Paulo, Maria Zeferina Baldaia, detentora de diversos títulos em maratonas espalhadas pelo Brasil e a queniana Anne Cheptanui Bererwe, atual recordista e campeã da Meia-maratona de São Paulo, entre outras fortes corredoras.

No pelotão masculino, o destaque foi a presença de Franck Caldeira, atual campeão pan-americano em maratonas. Caldeira, que faz parte da equipe do Cruzeiro, era o grande favorito da prova, mas outros colegas de equipe também estavam de olho no primeiro lugar. Entre eles, João Ferreira de Lima, conhecido como João da Bota, que foi vice-campeão da Meia-maratona do Rio de Janeiro em 2006. Além deles, Damião Ancelmo de Souza, atual campeão da Meia-maratona Internacional de São Paulo, Claudemir da Silva Cardoso, campeão da 2ª Meia-maratona das Cataratas do Iguaçu, Giomar Pereira da Silva, atual líder do ranking de corridas do Circuito da Caixa e o queniano Joseph Kibiwott Ngetich, também estavam na disputa.

Percurso difícil com chuva e frio
Os termômetros marcaram 15ºC durante toda a prova, com umidade do ar em torno de 95%. Essas condições, aliadas ao fato de a chuva não ter dado trégua aos corredores, só intensificou ainda mais a dificuldade da prova. Com um percurso técnico que combina sequências de subidas com declives íngremes, foram poucos os que conseguiram terminar dentro de suas metas de tempo.

O agente de endemias Jorge Alexandre de Melo, 38, pretendia terminar a prova em 1h16min, no máximo, porém a chuva e uma lesão pré-existente o distanciaram de sua meta. “Eu senti muito frio e depois do quilômetro 17 eu comecei a sentir dor em uma lesão que tive na perna, aí meu ritmo caiu e terminei em 1h21min”.

Mesmo assim, nem todos encararam a chuva de maneira negativa. “Achei a prova tranquila, foi minha primeira meia-maratona e ainda bem que choveu, porque nessa região do Paraná o calor é muito intenso”, disse o cirurgião dentista catarinense, João Otávio Costegnaro, 25. Mesmo ofegante, por conta do percurso puxado, preferiu a prova com chuva e disse com bom humor: “Ano que vem só venho se estiver chovendo de novo”.

Cenário perfeito
O principal atrativo da prova é ter a chance de correr dentro do Parque Nacional do Iguaçu, com as Cataratas do Iguaçu ao fundo e uma mata exuberante cercando todo o trajeto. Como durante os dias normais o parque não tem entrada livre para corredores, participar da prova é uma boa oportunidade de praticar o esporte em perfeita harmonia com a natureza.

O curitibano Ricardo Gomide, presidente da autarquia estadual Paraná Esportes, 39, gostou do percurso difícil porque, segundo ele, “você consegue montar uma estratégia para a corrida”. Mas ressalta que o ponto alto da prova paisagem. “A natureza aqui é belíssima, na hora que você chega às Cataratas então dá até vontade de parar de correr para ficar olhando”, disse.

Alto nível na elite
Com tantos nomes de peso participando da prova, já era de se esperar que disputas acirradas tomassem conta da corrida. Na disputa masculina, quatro atletas se revezaram na liderança até o vencedor, João da Bota, ser definido nos últimos quilômetros. Franck Caldeira, João da Bota, Damião Ancelmo de Souza e o queniano Joseph Kibiwott Ngetich brigaram lado a lado pelo primeiro lugar, que acabou ficando com o atleta cruzeirense que completou o percurso em 1h03min37s, seguido de Franck Caldeira, com o tempo de 1h03min42s. Damião Ancelmo de Souza ficou com a terceira posição ao terminar em 1h04min01s.

Souza, que na coletiva de imprensa se mostrou confiante ao dizer que “se o queniano vai correr forte, nós também vamos, porque estamos tão preparados quanto ele” se mostrou surpreso com o alto nível dos competidores. “Não esperava um ritmo tão forte na prova”.
Franck Caldeira, apesar de não ter vencido, se mostrou muito satisfeito pela dobradinha da equipe do Cruzeiro nas duas primeiras posições: “Eu disse ao meu treinador que tentaria fazer uma boa prova, fazer o que eu pudesse pela camisa do Cruzeiro, mas no final faltou perna e ele [João da Bota] acabou vencendo por alguns segundos. Grande vitória dele e alta performance nossa”, disse Caldeira.

Entre as mulheres, a queniana Anne Cheptanui Bererwe venceu com o tempo de 1h14min04s e reconheceu que, apesar da vitória, a disputa não foi fácil: “Treinei bastante e as corredoras brasileiras são muito fortes, como a Marily e a Zeferina, então estou muito feliz”. Marily dos Santos foi a segunda colocada com 1h16min16s, seguida de Marizete Moreira dos Santos, com 1h17min11s.

Maria Zeferina Baldaia, uma das favoritas na prova, terminou em quarto lugar e explicou o motivo de não ter ditado um ritmo mais forte durante a prova. “O percurso foi maravilhoso, só não gostei do frio, pois estou acostumada a correr com o clima quente”, disse a maratonista.

:: 3ª Meia-maratona das Cataratas do Iguaçu – Foz do Iguaçu
Data: 5 de julho de 2009
Horário: 7h15
Percurso: 21 km
Clima: Chuvoso e frio
Temperatura: 15ºC (média)
Umidade: 94% (média)
Participantes: 1.035 mil
Inscrição: R$ 70 a R$ 100
Postos de hidratação: 8 (6 de água e 2 de bebida esportiva)
Premiação: R$ 60 mil dividido entre os três primeiros colocados masculino e feminino
Vencedores
Masculino
1° – João Ferreira da Silva (João da Bota) (BRA) – 1h03min37s
2° – Franck Caldeira de Almeida (BRA) – 1h03min42s
3° – Damião Ancelmo de Souza (BRA) – 1h04min01s

Feminino
1ª – Anne Cheptanui Bererwe (QUE) – 1h14min04s
2ª – Marily dos Santos (BRA) – 1h16min16s
3ª – Marizete Moreira dos Santos (BRA) – 1h17min11s

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!