Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Maratona de Hamburgo é confirmada para setembro com 14 mil atletas inscritos

Apesar do cancelamento das maratonas de Nova York e Berlim nesta quarta, a organização da Maratona de Hamburgo anunciou que a prova, inicialmente marcada para abril, está confirmada para o dia 13 de setembro, apesar da proibição de grandes eventos na Alemanha até o final de outubro por conta da pandemia de coronavírus.

A autorização para realização da prova ocorreu devido ao rígido protocolo sanitário, que deverá ser seguido pelos atletas antes, durante e depois da prova, apresentado pela organização do evento.

“Nós estamos otimistas que a Maratona de Hamburgo acontecerá em 13 de setembro”, disse o organizador-chefe do evento, Frank Thaleiser. “Nós temos os planejamentos e a infraestrutura necessária. Também já recebemos os primeiros sinais positivos da Secretaria de Esportes do Estado e agora nós faremos planos detalhados juntamente com a cidade para realizar a corrida,” completou.

A maratona será a primeira grande prova de rua com a presença de atletas amadores desde o início da pandemia e deve receber aproximadamente 14 mil atletas para competição, sendo 10 mil inscritos para a maratona e 4 mil para a meia-maratona. Contudo, a prova terá a presença de apenas 30 atletas de elite que serão testados, para identificar a presença de covid-19, antes do evento.

A largada ocorrerá em ondas de 1.000 atletas, com dez minutos de intervalo entre cada uma. Os participantes da meia maratona largam a partir das 8h (horário local), já os atletas da maratona iniciam a corrida a partir das 9h30, com o último pelotão programado para largar às 11h (horário local).

Os atletas receberão um cachecol tubular com filtro de respiração para utilizar sobre a boca e nariz antes e depois da prova. Durante a corrida, o uso não será obrigatório, mas os participantes deverão manter o distanciamento em relação aos outros corredores. A prova também disponibilizará tendas de alimentação, hidratação, massagem ou ducha.

Ainda segundo a organização, atletas de países com estágio avançado da pandemia não poderão participar. Além disso, a presença de público e torcedores também não será permitida.

Devido a pandemia, diversas importantes provas do mundo tem sido cancelados. Do grupo das majors marathons, seis principais provas do calendário, apenas a Maratona de Chicago, programada para 11 de outubro, não sofreu alterações pela pandemia de coronavírus, por enquanto. Londres que, apesar de enfrentar boatos sobre seu cancelamento, segue remarcada para outubro.

Leia mais

Maratona de Nova York cancela edição comemorativa de 50 anos; Berlim também desiste de prova em 2020

Maratona de Boston é cancelada pela primeira vez em 124 anos

Maratona de Chicago abre processo de transferência de vaga para 2021

Em fevereiro, a organização da maratona de Tóquio proibiu a participação de atletas amadores e foi realizada apenas para profissionais. Boston, que seria em abril, chegou a ser transferida para setembro, mas posteriormente foi cancelada pela primeira vez em 124 anos. Na última quarta-feira, a Maratona de Nova York, marcada para 1º de novembro, quando comemoraria a sua 50ª edição, também foi cancelada, assim como a Maratona de Berlim, marcada para o último domingo de setembro.

 

 

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!