Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

Marcio Villar bate recorde mundial no Caminho de Compostela

Ele já é bem conhecido no mundo das corridas e ultramaratonas por ir além dos limites do corpo em prol de uma causa. Agora não foi diferente: Márcio Villar bateu outro recorde mundial ao completar correndo o Caminho de Santiago de Compostela para mostrar o trabalho do Projeto Juquinha para o mundo. 

Foram 820 km em 6 dias, 11 horas e 2 minutos, saindo da cidade de Saint-Jean-de-Pied-de-Port, na França, até chegar em Santiago, na Espanha. “Nada nessa vida conseguimos sozinhos, a minha equipe de apoio foi mais que perfeita, sem ela nunca teria conseguidoBaixei o recorde em 3h46min e o mais importante, o Projeto Juquinha ficou conhecido no mundo inteiro”, disse o ultramaratonista em sua página

Márcio Villar, de 50 anos, começou a correr para vencer o sedentarismo, o excesso de peso e uma doença grave autoimune; e descobriu que é possível transformar a vida pelo esporte – não só a sua. “Quando descobri que correr por uma causa, um motivo é muito bom, passei a correr só por causas sociais”, conta o atleta.

Ele estava há um ano e meio parado cuidando de uma doença autoimune e tem uma prótese na bacia, mas nada disso atrapalhou o desafio. “Sou embaixador do Projeto há 3 anos e as crianças são muito especiais; do tipo que se superam todos os dias, sabe? Nada melhor do que bater o recorde por essas crianças que vão além dos limites para viver o dia dia”, disse Márcio. 

Em outubro, correu 100 km no Rio de Janeiro para arrecadar leite em pó para o Instituto Nacional de Câncer (Inca), tênis para alunos de escolas públicas, ração para a Suipa (Sociedade União Internacional Protetora dos Animais) e mantimentos para uma ONG, o Lar Pedro Richard, em Jacarepaguá. No total, Márcio já arrecadou para a ONG cerca de 100 mil pacotes de leite em pó. 

 
Leia mais

Marcio Villar entra para o Guinness

Ultramaratonista Marcio Villar luta para fazer história

O mundo de desafios extremos das ultramaratonas

 

Márcio Villar

Já entrou para o livro dos recordes depois de correr durante uma semana em uma esteira, correu em lugares com temperaturas abaixo de zero e acima de 40 graus, no meio da selva e acabou de completar o Caminho de Santiago de Compostela, na Espanha, batendo o recorde mundial. 

Ele bateu o recorde mundial ao completar o Caminho de Compostela em menos de 4 horas
Márcio Villar

 

 

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!