Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

Obesos têm menos testosterona do que mais magros, aponta estudo

Foto: Divulgação

Os homens que têm uma porcentagem menor de gordura corporal apresentam traços mais masculinos e contam com maiores níveis de testosterona do que os obesos. A conclusão é de endocrinologistas da Universidade de Aarhus, na Dinamarca, que realizaram um experimento com 43 homens com idade entre 20 e 59 anos e índice de massa corporal superior a 33.

A pesquisa apontou que a obesidade estava associada à baixa qualidade seminal e perfil reprodutivo alterado. Segundo os cientistas dinamarqueses, a perda de peso pode provocar o aumento da qualidade do sêmen. “Nossos resultados indicam que existe uma associação inversa entre IMC e qualidade do sêmen. É possível melhorar a qualidade do esperma através da redução de peso”, sugere o estudo.

Níveis baixos de testosterona estão diretamente relacionados a alguns problemas de saúde, como obesidade, diabetes e pressão arterial elevada. Com a passagem do tempo, a quantidade de hormônios tende a diminuir, em um processo conhecido como andropausa, a menopausa masculina.

 

Leia mais

Treinos de alta intensidade podem ajudar a manter seu corpo jovem

O poder do HIIT no combate à gordura

4 coisas que você não deve fazer ao correr no frio

 

A testosterona é essencial na função sexual e ajuda na construção dos músculos, além de manter a densidade óssea e regular o crescimento do cabelo. O consumo de zinco e de gorduras saudáveis, presentes em alimentos como salmão, atum, abacate e azeite, ajuda na manutenção dos índices do hormônio. Exercícios físicos e um bom descanso também são essenciais. O nível de testosterona pode ser reduzido em até 40% quando uma pessoa não dorme o suficiente.

Clube O2

Escolha já seu Óculos HB!

Compartilhe por email!