Receba nossa newsletter e fique por dentro do mundo do esporte!

PUBLICIDADE

São Silvestre promete ações “antipipoca” e mais água

Foto: Divulgação

A São Silvestre, prova de corrida mais tradicional do Brasil, adotará algumas mudanças para sua 93ª edição, agendada para o dia 31 de dezembro. Da largada à dispersão pós-prova, a estrutura foi pensada para beneficiar apenas os inscritos, evitando a presença de “pipocas”.

Funcionários farão o monitoramento da área de largada, entre a Alameda Santos e a rua São Carlos do Pinhal, e dos sete postos de água posicionados ao longo dos 15 km de percurso – haverá um ponto de hidratação a mais que em 2016. Assim, os atletas sem número de peito não terão direito a qualquer tipo de serviço e nem hidratação.

Ao final da prova, uma triagem dos atletas desviará os “pipocas”. O espaço reservado para a dispersão será maior e não terá a presença de público.

 

Leia mais

Como estabelecer o pace ideal em treinos e provas?

5 hábitos de treino comuns entre os corredores mais bem-sucedidos

São Silvestre abre inscrições para a edição de 2017

 

O percurso passa por alguns dos principais pontos turísticos da cidade de São Paulo, com largada na Avenida Paulista, coração da maior cidade do país, e chegada em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero, também na principal avenida paulistana.

As inscrições custam R$ 170 e podem ser feitas até o dia 24 de novembro no site oficial da São Silvestre. Caso o limite de 30 mil participantes seja atingido antes, o processo será encerrado automaticamente.

A programação oficial no dia 31 de dezembro começa com a largada do pelotão de elite feminino às 8h40. A elite masculina e o pelotão geral partem 20 minutos depois, às 9 horas.

excluir cat: nao, desativa sempre post: nao, ativa sempre post: nao
Compartilhe por email!